terça-feira, 7 de maio de 2019

Minha Primeira Devastação No Inferno

Photo by Alexander Krivstikiy

Sobre o delírio
de uma criança aidética
que morreu
no Natal passado
e a garganta cortada
de uma estuprada
e assassinada pelo pai,
desci a primeira
das estranhas escadarias
em direção ao Inferno.
Resisti ao cheiro
da carniça apodrecida
de bezerros degolados
no jantar das Bestas,
do vômito aquecido
pelo tempero do esgoto
saindo do cu de
inquisidores fodidos por
milhões de Diabos
e do mijo caindo
por todo lado…
Olhei para cima
e vi uma mulher,
uma mistura de
loucura sagrada
e satânica aberração,
agachada a mijar
sobre a multidão
tendo uma espada
metida no cu.
O mijo daquela mulher
me cobriu enquanto
eu descia,
um banho sorridente
que me limpou
de alguma luz
que eu ainda tinha.
Fui descendo bastante
desgraçado por fora,
miserável por dentro,
maldito andarilho
em direção aos
Impérios Subterrâneos!
Escravos sucumbiam
diante de torturas
que não posso definir
nestas delirantes linhas…
Escarros atingiam
as faces de tremendos
salafrários muito conhecidos
neste mundo onde
eu escrevo
e você lê isto…
Velhos nus
de quatro davam tudo
a sátiros monstruosamente
avantajados…
Ninfas nascidas na Escuridão
sacrificavam todo tipo
de infante entre
as chamas de fogueiras
nascidas dos olhos
do Diabo…
O Diabo,
fumando ao mesmo tempo
infinitos cigarros,
apontou-me o último degrau
e uma porta onde
eu deveria entrar.
Desci mais rápido,
ouvindo gritos
de ódio,
gritos
de desespero,
gritos
de medo,
gritos
de aflição
e meus próprios
gritos.
Atingi o último degrau,
abri a porta
e caí desolado
aos pés de Lilith,
que nenhum movimento
fez para me erguer
da poça de sangue
onde me enfiei.
Ela apenas me olhava,
fitando meu estado
todo sujo,
todo arruinado,
todo arrebentado,
todo cuspido,
todo mijado,
todo cagado
e todo dono de porra
nenhuma.
Me ergui sozinho
cheio de sangue,
Ela também era
todo sangue
e com um silencioso
aceno de cabeça
me informou
que eu devia
segui-la.
Naquele oceano de sangue,
então,
comecei a nadar.
Ela caminhava
sobre aquele oceano.
E eu me afundava
em direção
às profundezas dele.

Inominável Ser
ASSIM PENETRANDO
NAS DIMENSÕES
INFERNAIS
DA VULVA
DE LILITH




terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Minha Ferocidade É As Trevas Da Criação

Eyes Wide Shut - Philip Inke

Sou A Feroz
Que Estraçalha
Com Alegria,
Poder
E Presença
A Vossa
Desgraçada
Carne!

Sou A Feroz
Que Estraçalha
Com Ódio,
Sabor
E Frescor
A Vossa
Desgraçada
Mente!

Sou A Feroz
Que Estraçalha
Com Sedução,
Ambição
E Orgulho
A Vossa
Desgraçada
Alma!

Quem Estraçalha,
Estraçalha
E Estraçalha
Mais  Do Que Eu
Pela Desgraçada
Criação?

Quem Estraçalha
A Vossa Carne
Melhor Do Que Eu,
Desgraçados
Seres
Humanos?

Quem Estraçalha
No Foder
Mais Denso
Que Desgraça
Vosso Existir?

Quem Estraçalha
No Foder
Mais Pleno
Que Desgraça
Vosso Ser?

Quem Estraçalha
No Foder
Mais Poderoso
Que Desgraça
Vosso Caminhar?

EU
QUE SOU
AS TREVAS
ESTRAÇALHO!!!

EU
QUE SOU
AS TREVAS
DE VOSSA
CARNE,
DESGRAÇADA
HUMANIDADE!!!

EU
QUE SOU
AS TREVAS
PURÍSSIMAS
CHEIAS DE FOME
PELA VOSSA
PODRE CARNE,
DESGRAÇADA
HUMANIDADE!!!

EU,
MANIFESTADA
COMO A FERA
EM VOSSA
DESPREZÍVEL
CARNE,
DESGRAÇADA
HUMANIDADE!!!

EU,
A FEROZ
SERPENTE
EM VOSSA
VERDADE,
A FEROZ
CORUJA
EM VOSSA
MENTIRA,
DESGRAÇADA
HUMANIDADE!!!

EU,
ABSOLUTA
FERA!!!

EU,
SUPREMA
FERA!!!

EU,
ONISCIENTE
FERA!!!

EU,
ONIPOTENTE
FERA!!!

EU,
ONIPRESENTE
FERA!!!

A FERA
QUE TE
ESTRAÇALHA
AGORA!!!

Inominável Ser
LILITH




A Sexta Carnal Treva

Girls Who Kiss Girls - Philip Inke

Trevas
Sacrificam As Carnes
No Turbilhão
Que Gera
O Maior Fervor
Entre Os Filhotes
Da Serpente
Adorável
Entre Todos
Os Predadores!

Trevas
São Santidades
Que Oram
Pela Corrupção
Presente Nos Lábios
Da Serpente Venerável
Entre Todos
Os Perversos!

Trevas
Instauram Impérios
Que Destroem
A Segurança
Do Que
Se Estabelece
Fora Das Garras
Da Serpente Idolatrada
Ente Todos
Os Amaldiçoados!

Trevas
Refazem Os Prazeres
Que Nunca Foram
Proibidos Pela
Voz Envenena
Da Serpente Imponente
Entre Todos
Os Desgraçados!

Trevas
Carregam As Mensagens
Das Cópulas
Que Rasgam Os Tecidos
Das Carnais Realidades
Domadas Além
De Todas As Idades
Pela Serpente Segura
Entre Todos
Os Miseráveis!

Trevas,
Lilith,
AS TUAS
TREVAS
EM TODAS
AS CARNES!!!

Trevas,
Lilith,
AS TUAS
TREVAS
CONSUMINDO
TODAS
AS CARNES!!!

Trevas,
Lilith,
AS TUAS TREVAS
SE TORNANDO
TODAS
AS CARNES!!!

TREVAS,
LILITH,
AS TUAS TREVAS
QUE SÃO
A PRÓPRIA
CARNE MOLDADA
PELO MANIFESTADO
QUE TU
ODEIAS!!!

E TEU ÓDIO
E TUA LUXÚRIA
MANIFESTAM
A CARNE
QUE NUNCA
SE AJOELHA
A CARNE
QUE NUNCA
SE DOBRA
A CARNE
QUE NUNCA
SE QUEBRA
A CARNE
DAS TUAS
INFINITAS
ESFERAS
DE TREVAS!!!

Inominável Ser
CUJAS CARNAIS
TREVAS
SÃO AS DE
UM QUE
NÃO SE DOBRA
EM LILITH