segunda-feira, 9 de junho de 2008

Lambidinhas Pelos Clássicos Esculpidos Em Teu Corpo


Renoir,

Rembrandt,

Courbet,

Bouguereau,

Ingres,

Michelangelo,

Da Vinci,

Boucher,

Rossetti,

Dürer,

Wiertz,

Von Stuck,

Grien,

Rubens,

Todos os pintores,

De todos os tempos dotados

Pelo Poder Da Arte,

A Verdadeira Arte,

Esculpiram-Te,

Lilith,

Em quadros encontrados

Apenas nos Abismos Secretos

Entre Os Umbrais!


Lilith,

Teu corpo em si mesmo

É uma escultura de todas

As sensuais pinturas,

Eternizadas estão em

Tua Vulva,

Eternizadas estão

Acima de Tua Vulva,

Eternizadas estão

Em redor de Tua Vulva,

Todas as pinturas desconhecidas

Que apenas vistas são

Pelos que Olham através

Dos pêlos de Tua Vulva

Para os Abismos Secretos

Entre Os Umbrais!


Eu

Olho...


Belos

Pêlos...


Como

Dou

Lambidinhas

Em

Teus

Pêlos

Na

Tua

Vulva...


Eu

Olho

Para

Os

Abismos

Secretos...


Eu

Mesmo

Sou

Um

Abismo...


Abismo

De

Poeta...


Abismo

De

Safado

Libertino

Que

Te

Fode...


Abismo

De

Louco

Dando-Te

Lambidinhas...


Lambidinhas...


Lambidinhas...


Lambidinhas...


As pinturas que são

Teus quadris

Estou a lamber,

Minha língua em Tua pele,

Pele quente de nadadora

Nos Oceanos Abismais,

Pele de Grande Jogadora,

Pele De Grande Lutadora,

Pele De Grande Guerreira,

Pele De Grande Sedutora,

Pele De Grande Libertina,

Lambidinhas,

Lambidinhas

Lambidinhas!


A pintura que é

Tua cintura

Estou a lamber,

Minha língua percorrendo

Uma obra que já foi envolvida

Pelos braços de infinitos

E muitos mais infinitos homens

E mulheres,

Cintura Maior Que O Kosmos,

Cintura Primeira Da Criação,

Cintura que dança,

Te Vejo Dançar,

Tua cintura forma

Novas Formas No Grande Mar,

Lambidinhas,

Lambidinhas,

Lambidinhas!


A pintura que é

Teu abdômen

Estou a lamber,

Minha língua percorrendo

O reduto dos Teus Alimentos,

Alimentos De Todas As Fodas,

Alimento De Todos Os Fodedores,

Alimento De Todos Os Teus Filhos,

Abdômen delicado,

Abdômen de princesa,

Abdômen saradinho,

Lambidinhas,

Lambidinhas,

Lambidinhas!


As pinturas que são

Teus seios

Estou a lamber,

Seios Que Amamentam Lúcifer,

Seios Que Amamentam O Diabo,

Seios Que Amamentam Satan,

Seios Que Amamentam Hecate,

Seios Que Amamentam Selene,

Seios Que Amamentam Ártemis,

Seios Que Amamentam Astarte,

Seios Que Amamentam Miguel,

Seios Que Amamentam Gabriel,

Seios Que Amamentam Rafael,

Seios Que Amamentam Jesus,

Seios De Todos Os Seres,

Seios De Todos Os Deuses,

Seios De Todos Os Demônios,

Seios Que Até O Um Lambe,

Seios Que O Egrégora Desgraçado

Chamado Deus Único

Lambe,

Seios Que O Um Revelado

Como Elohim

Lambe,

Lambidinhas,

Lambidinhas,

Lambidinhas!


Recolho

Minha

Língua...


Tu

Me

Olhas

Excitada...


Molho

Meus

Lábios...


Tu

Ficas

A

Olhar-Me

Mais

Excitada...


Recolho

Novamente

Minha

Língua...


Tu

Te

Desesperas

E

Pede

Com

O

Olhar

Que

Eu

Continue

A

Lamber-Te...


Minha língua

Lambendo agora

As pinturas que são

Tuas mãos,

Mãos que seguraram

Tantos paus

E foram enfiadas

Em tantas bucetas

Que até O Infinito

Não pode conter,

Mãos Guerreiras Lascivas,

Mãos Guerreiras Ativas,

Mãos Guerreiras Acima,

Mãos Guerreiras Que Apalpam

O Tecido Cósmico

Que Envolve Todas As Esferas,

Mãos Geradoras,

Mãos Transformadoras,

Mãos Transbordantes,

Mãos Avassaladoras,

Mãos Firmes,

Mãos Acariciadoras,

Mãos Carinhosas,

Lambidinhas,

Lambidinhas,

Lambidinhas!


Minha língua

Lambendo agora

As pinturas que são

Os Teus pés,

Estou deitado ao solo,

Tu estás curvada e acaricia

O meu peludo bumbum

Redondinho que tu amas,

Teus Pés Possuem O Sabor

Das Coisas Reais

Do Verdadeiro Amor,

Teus Pés Possuem O Ser

Das Coisas Brutas

Do Verdadeiro Ser,

Teus Pés Possuem O Saber

Das Coisas Delicadas

Do Verdadeiro Existir,

Teus Pés Possuem O Lazer

Das Coisas Definidoras

Do Verdadeiro Ar,

Teus Pés Possuem O Caráter

Das Coisas Nadantes

No Verdadeiro Mar,

Teus Pés Possuem As Chamas

Das Coisas Que Se Queimam

No Verdadeiro Fogo,

Teus Pés São O Próprio

Verdadeiro Fogo,

Teus Pés São O Próprio

Verdadeiro Ar,

Teus Pés São A Própria

Verdadeira Água,

Teus Pés São A Própria

Verdadeira Terra,

Teus Pés São O Próprio

Verdadeiro Éter,

Lambidinhas,

Lambidinhas,

Lambidinhas!


Lambidinhas...


Lambidinhas...


Lambidinhas...


Tu

Deitas

Por

Cima

Das

Minhas

Costas...


Tu

Pões

Tua

Língua

Para

Fora...


Tu

Miras

Algo

Que

Tu

Amas

E

Adoras...


Lilith,

Sinto-Te lambendo

Meu bumbum,

Continuo lambendo

Teus pés,

Courbet nos pinta assim

Em um dos quadros

Que ficarão nos

Abismos Secretos

Entre Os Umbrais...


Lambidinhas...


Lambidinhas...


Lambidinhas...


Inominável Ser

LAMBENDO AS PINTURAS

QUE SÃO

OS PÉS DE LILITH

SENDO LAMBIDO

NO BUMBUM

POR LILITH




Nenhum comentário: