segunda-feira, 23 de junho de 2008

Tigresa Que Me Desfaz Em Fodas Colossais


Rasantes ímpetos,

Tigresa Lilith,

São os lindos tecidos

Que nos acolhem

Em uma cama que incinera-se

Rodeada por Ocultos

Tigres...


Estou com o pau dentro

De tua mais do que aberta

Vulva,

Sou um tigre pequeno

De insaciável doçura,

Com o carinho

De arrebatador animal

Te faço gemer

Como tigresa semigual...


Tigresa Lilith,

A melodia é suave,

O toque do meu pau

Em cada parte do interior

Da Tua buceta

É como viajar até

Os Abismos Do Alto Astral,

Me sinto

Arcanjo Do Sexo

Fodendo Com Uma

Deusa Do Vaginal!


Tigresa Lilith,

A cabeça do meu pau

Entregue ao fundo do

Teu Abismo Vaginal

Vai como tigre

De garras infinitas

Infiltrando-se em selvas

Que apenas lhe darão

Gloriosas relíquias!


Tigresa Lilith,

Da doçura do meu pau

Vou à loucura mais colossal,

Sinta minha vigilante

Capacidade de mil vezes gozar

Cinco mil vezes em Ti,

Eu estou a gemer,

Tua vulva engole mais

Meu pau,

O profundo da Tua buceta

Deseja mais a cabeça do

Meu pau!


Tigresa,

Tigresa Lilith,

Tigresa,

Tigresa Lilith,

Tuas unhas...


Tuas unhas,

Tigresa...


Tuas unhas...


Tuas unhas,

Tigresa Lilith...


Tuas unhas...


Tigresa Lilith,

Sinto tuas unhas

Rasgando a pele

De minha bunda,

Rasgando a pele

De minhas costas,

Um Elogio ao meu corpo

Tu preparas,

Meu sangue escorre,

Tu o colhes

Em Tua Boca

Sagrada!


Tigresa Lilith,

Os Ocultos Tigres

Rugem,

A Hora Do Grande Tigre

Que Aos Fracos Dilacera

É Agora,

Menores Se Escondem,

Maiores Fodem,

A Criação Te Traduz

Como A Madame

De Belas Garras

Que Rasgam Os Tecidos

Das Consciências Conturbadas

E Estabelecem O Domínio

Da Espada Que Corta

Maças Amadas!


A Hora Do Grande Tigre,

Tigresa Lilith,

Me Torna

O Grande Tigre,

Sinto O Rugir

De Todas As Coisas,

Tua Vulva Me Faz

Rugir,

Tua Vulva

Ruge,

Vejo Tigres Assassinando

Ovelhas Pobres E Mansas,

Vejo Tigresas Sendo Arrombadas

Por Tigres Que Se Saciaram

De Muito Sangue Derramado,

Sou Teu Tigre

Indomável,

Sou Teu Tigre

Domado,

Tu És Tigresa

Indomável,

Tu És Tigresa

Domada!


Rugidos Nesta Cama,

Os Universos

Rugem!


Rugidos Nesta Cova,

Meus Universos

Rugem!


Rugidos do meu pau

Te acarinhando

A cada parede infinita

Do interior de Tua

Buceta Única,

Tua Vulva

De Criações Infinitas

Rugindo!


E eu gozo

Rugindo baixinho...


E tu gozas,

Me pedindo pelo meu pau

Mais uma vez

Durinho

E

Rugindo...


Inominável Ser

RUGINDO SEU PAU

DURINHO

NA BUCETA INFINITA

DE LILITH

MOLHADINHA

RUGINDO






Nenhum comentário: