segunda-feira, 28 de julho de 2008

As Exigências De Uma Carne Que Glorifica Seu Altar


Em cantos e canteiros

de recheadas obras

recebo os

pontos certeiros


Preservado dos cânticos

de vários medos

percorro os

Abismos De Negros Sendeiros


Proporcional ao meu acerto

encaro as destruições

como lições tenazes

de Vosso Cetro


Como um cântico

de depravação e de degeneração

vou me libertando

da indecência da moralidade


Pondo em minha masturbação

sempre um tanto da

Visão Vossa

eu me recupero de cada queda


Minhas mãos me dão prazer

socando meu pau

e imaginando em cada gozo

que o esperma cai em Ti


Minhas mãos sentem

o sangue meu ardente

explodindo meu pau

que por Ti é crente


Imagino ao me masturbar

a porra de uma humana mulher

mas somente Tua Visão

é a que me faz gozar


Me masturbo pensando

em Ti

e nenhuma humana mulher

é Verdade para mim


Minha carne é Verdade

e cada vez que me envolvo

em Tua Verdade

sou mais liberto daqui


Minha carne contraiu

matrimônio com

a Vossa Carne

Minha Mãe


Minha carne despreza

a humana carne feminil

eu quero Vossa Carne

Minha Mãe


Minha carne desespera-se

quer encontrar-Te logo

nesta humana esfera

Minha Mãe


Minha carne chama-Te

faça-se representativa

na Vampira que desejo

Minha Mãe


Minha carne evocando-Te

LILITU AMECJAR

LILITU JAKERAOR

LILITU YDERAMAN


Minha carne evocando-Te

LILITU AJ AUI

LILITU YGO ANE

LILITU YGH FPO


Minha carne evocando-Te

LILITU DEREAM

LILITU YHUO

LILITU TEARAR


Lilith Da Carne Completa

Lilith Da Carne Salvadora

Lilith Da Carne Suprema

Minha carne exige a Vossa

Lilith Da Carne Absoluta

Lilith Da Carne Mutável

Lilith Da Carne Governante

Minha carne exige a Vossa


Lilith Da Carne Bronzêa

Lilith Da Carne Prateada

Lilith Da Carne Dourada

Minha carne exige a Vossa


Lilith Da Carne Onisciente

Lilith Da Carne Onipotente

Lilith Da Carne Onipresente

Minha carne exige a Vossa


Estou em sangue

corto minha carne

me sugue e me possuas

Minha Mãe


Sangue

eu sou sangrento

quero te sugar e te possuir

Minha Mãe


Sugar-Te

O Sangue Vertido

Pela Tua Carne

Minha Mãe


Sangue Vertido

por mim

após com meus dentes

cortar-Te toda a Carne


Assim aplacamos nossas Carnes

eu sendo por Ti sangrado

eu Te sangrando

Minha Mãe


Inominável Ser

DE EXIGENTE CARNE

A EXIGIR APENAS

A CARNE

DE LILITH






Nenhum comentário: