segunda-feira, 28 de julho de 2008

Como Serpente Das Libertárias Terras Eu Vou Degenerando A Vastidão Dos Mundos


A Devassidão É Sagrada.


A Degeneração É Sagrada.


A Depravação É Sagrada.


A Depredação É Sagrada.


A Destruição É Sagrada.


Devassidão Salva.


Degeneração Salva.


Depravação Salva.


Depredação Salva.


Destruição Salva.


Devassos, Me Cultuem!


Degenerados, Me Cultuem!


Depravados, Me Cultuem!


Depredadores, Me Cultuem!


Destruidores, Me Cultuem!


Sou A Inimiga Do Cordeiro E A Amante Do Dragão, Aquela Que Serpenteia Através Do Sangue Da Grande Razão!


Sou A Combatente Estrelada Das Coisas Cristãs E Das Coisas A Mais Religiosas Que Agridem Ao Natural!


Sou A Filha Feroz Que Serpenteia Do Natural E As Minhas Escamas Surgem Na Fronte Do Negro Alvorecer Dos Mundos Que Visito!


Sou A Mãe Da Devassidão, A Mãe Devassa!


Sou A Mãe Da Degeneração, A Mãe Degenerada!


Sou A Mãe Da Depravação, A Mãe Depravada!


Sou A Mãe Da Depredação, A Mãe Depredadora!


Sou A Mãe Da Destruição, A Mãe Destruidora!



Sou Lilith Devassa, Devassidão Para Libertar A Alma!


Sou Lilith Degenerada, Degeneração Para Libertar A Alma!


Sou Lilith Depravada, Depravação Para Libertar A Alma!


Sou Lilith Depredadora, Depredação Para Libertar A Alma!


Sou Lilith Destruidora, Destruição Para Libertar A Alma!


Sou A Serpentina Libertadora E A Serpentina Liberdade, Quando Cheirarem Um Cu, Quando Cheirarem Uma Buceta, Quando Cheirarem Um Pau, Lembrem Da Minha Serpentina Libertação!


Sou A Serpente Libertada, A Concupiscência Necessária, Quando Foderem A Dois, Quando Foderem A Três, Quando Foderem Com Muitos Mais, Quando Foderem Com Animais, Lembrem Da Minha Face De Serpente A Libertar!


Sejam Devassos, Eu Aconselho!


Sejam Degenerados, Eu Aconselho!


Sejam Depravados, Eu Aconselho!


Sejam Depredadores, Eu Aconselho!


Sejam Destruidores, Eu Aconselho!


Eu, Lilith, Me Alegro Com Todos Os Filhos Meus Que Assim Libertei!


Eu, Lilith, Me Alegro Com Toda Devassidão Dos Filhos Meus!


Eu, Lilith, Me Alegro Com Toda Degeneração Dos Filhos Meus!


Eu, Lilith, Me Alegro Com Toda Depravação Dos Filhos Meus!


Eu, Lilith, Me Alegro Com Toda Depredação Dos Filhos Meus!


Eu, Lilith, Me Alegro Com Toda Destruição Dos Filhos Meus!


Eu, Lilith, Me Alegro Com Este Devasso, Degenerado, Depravado, Depredador E Destruidor Inominável Filho Meu!


Sejam Como Ele!


Ou Sejam Como Ainda São: Fracos, Impotentes, Humanos E Mortais!


Sejam Como Eu!


Ou Sejam Como Vosso Atual Ser: Crentes, Ateus, Inúteis E Verminosos!


Serpente Eu Sou!


A Serpente Lilith!


A Serpente Lilith!


A Que Pica E Envenena Para Salvar E Fazer Retornar À Fonte Plena!


Inominável Ser

SERPENTE

LILITH


6 comentários:

jean carlo disse...

Seu blog é fantástico.
Parabéns

Inominável Ser disse...

Agradeço-lhe pelo comentário, Jean Carlo, vosso blog, também, é de uma fantástica e maravilhosa estrutura, as fotos são de uma magnificência ímpar. Adorei todas elas, são belezas intensas e bem libertas da vulgaridade, já que são obras de Arte.

Sinta-te, aqui, nesta Vulva, à vontade, e retornes quando puder.

jean carlo disse...

Olá, recebi seu comentário no meu blog da Aria Giovanni. Não encontrei o seu banner, se tiver, me mande para que eu coloque no blog.

Inominável Ser disse...

Já posicionei o módulo da Multi Rede aqui e em meus outros blogs, Jean Carlo; você estará recebendo os endereços dos meus banners.

Sagathana disse...

Achei seu blog por acaso no orkut, adorei as poesias!

Abraço!

Inominável Ser disse...

Agradeço-lhe pelo comentário, Sagathana, este é um Caminho que visa ao Encontro com Ela e tu és muito bem-vindo aqui, retornes quando quiser, estejas à vontade.