terça-feira, 19 de agosto de 2008

Oferecendo Meu Governo Nas Esferas


Eu Encarno A Força Primeira.


Eu Encarno A Corda Primeira.


Eu Encarno A Roda Primeira.


Eu Encarno A Estrada Primeira.


Eu Encarno A Aurora Primeira.


Eu Encarno A Magia Primeira.


Eu Encarno A Serpente Primeira.


Sou Os Símbolos Do Poder Primaveril.


Estou Nos Símbolos Do Poder Primeiro.


Sou Os Símbolos Do Poder Do Veraneio.


Estou Nos Símbolos Do Palco Primeiro.


Sou Os Símbolos Do Poder Outonal.


Estou Nos Símbolos Do Patamar Primeiro.


Sou Os Símbolos Do Poder Invernal.


Estou Nos Símbolos Do Sexo Primeiro.


Sou Os Símbolos Das Estações Perdidas.


Estou Nos Símbolos Das Noites E Dos Dias.


Sou Todas As Noites.


Sou Todos Os Dias.


No Deserto, O Sol Branco É Meu Amante.


No Deserto, O Sol Negro É Meu Eterno Esposo.


No Deserto, A Lua Branca É Minha Amante.


No Deserto, Eu Sou A Lua Negra.


Fora Do Deserto, Eu Sou A Lua Negra.


Força E Forma Do Deserto, Eu Sou A Lua Negra.


Me Chamam De Maldita E Eu Sou Maldita.


Me Chamam De Bandida E Eu Sou Bandida.


Me Chamam De Meretriz E Eu Sou Meretriz.


Me Chamam De Vagabunda E Eu Sou Vagabunda.


Me Chamam De Vadia E Eu Sou Vadia.


Me Chamam De Deusa E Eu Sou Uma Deusa.


Me Chamam De Entidade E Eu Sou Uma Entidade.


Me Chamam De Grande Fêmea.


Eu Sou A Grande Fêmea.


Me Chamam De Grande Serpente.


Eu Sou A Grande Serpente.


A Grande Fêmea Lilith.


A Grande Serpente Lilith.


Abrigo Em Mim O Sendeiro Iluminante.


Ofereço A Ti, Filha, Minha Senda Serpentina.


Abrigo Em Mim O Infinito Iluminador.


Ofereço A Ti, Filho, Minha Senda Serpentina.


Corrijo Os Erros Dos Atritos.


Sou Consoladora Sagrada Dos Existencialmente Aflitos.


Meço O Peso De Cada Ruína.


Construo O Templo De Cada Doutrina.


Percorro As Vias De Vários Desertos.


Sou A Perdida E A Encontrada.


Sou A Oferecida.


A Oferecida Embriagada.


A Oferecida Embriagante.


A Oferecida Vossa Mãe E Irmã E Amante E Amiga.


A Oferecida Lilith.


Oferecida Governante Das Esferas.


A Verdadeira Governante Das Esferas.


A Mãe Cósmica Serpentina.


Inominável Ser

GOVERNANTE

LILITH







Fortalecido Pela Invencível Lâmina Da Espada De Lilith


Em Meu Ser Arde

O Fogo Do Ódio,

Ódio Que É Transformado

Em Poesia,

Ódio Que É Transformado

Em Arte,

Ódio Que É Transformado

Em Literatura.


Em Meu Ser Arde

O Fogo Do Inferno,

Eu Sou Um Demônio

Oriundo Dos Círculos Internos

Infernais,

Eu Sou Um Demônio

Oriundo Dos Círculos Externos

Infernais,

Eu Sou Um Demônio

Oriundo Dos Círculos Secretos

Infernais.


Em Meu Ser Arde

O Fogo Do Abismo,

Sou Idoso Do Abismo,

Sou Adulto Do Abismo,

Sou Adolescente Do Abismo,

Sou Criança Do Abismo,

Sou Bebê Do Abismo,

Sou Cadáver Do Abismo,

Sou Cinzas Do Abismo,

Sou Fundo Do Abismo,

Sou O Abismo.


Em Meu Ser Arde

A Espada De Lilith,

A Espada De Mamãe Lilith,

A Poderosa Guerreira

Do Deserto,

A Maior Das Guerreiras

Do Deserto,

A Serpente Vencedora

Das Falsas Luzes,

A Serpente Condutora

Às Verdadeiras Luzes.


Eu Guerreio

E Derrubo

A Todos Os Meus Inimigos

Com A Espada De Lilith!


Meu Ódio

Torna-Me

Vitorioso!


Eu Guerreio

E Derrubo

A Todos Os Meus Inimigos

Com A Espada De Lilith!


Meu Inferno

Torna-Me

Vitorioso!


Eu Guerreio

E Derrubo

A Todos Os Meus Inimigos

Com A Espada De Lilith!


Meu Abismo

Torna-Me

Vitorioso!


Não Me Queiras

Como Inimigo,

Sua Desgraçada

Do Deus Único,

Seu Desgraçado

Do Deus Único,

Sua Desgraçada

Atéia,

Seu Desgraçado

Ateu!


Ter-Me Como Inimigo

É Como Guerrear

Contra O Inferno!


Ter-Me Como Inimigo

É Como Guerrear

Contra O Abismo!


Ou Vós,

Desgraçados

Religiosos E Ateus,

Achais Que

Inominável Ser

É Apenas Um Apelido?


Na Lâmina

Da Espada De Lilith

Estou,

Ela Guerreia

Seduzindo O Fogo

Do Inferno,

Seduzindo O Fogo

Do Abismo,

Sendo O Próprio

Inferno

E Seus Infernos,

Sendo O Próprio

Abismo

E Seus Abismos!


No Livro Do Aço

De Lilith

Inominável Ser

Está Inscrito!


No Livro De Aço

De Lilith

Inominável Ser

Sempre Fui!


No Livro De Aço

De Lilith

Inominável Ser

Sempre Serei!


No Livro De Aço

De Lilith

Inominável Ser

EU SOU

EU SOU

EU SOU

EU SOU

EU SOU

EU SOU

EU SOU

EU SOU

EU SOU!!!


Inominável Ser

INOMINÁVEL SENDO

NO LIVRO DE AÇO

DE

LILITH







As Corretas Mordidas Em Meu Delirante Pau


Meu delirante pau

diz:


"A seara deserta,

há tempos não diviso

uma buceta,

um cu,

à minha frente...

Mas,

o que importa

aos meus nervos,

ao prepúcio que faz parte

de mim,

é que no Deserto

eu A encontro,

Grande Fêmea,

Grande Serpente,

me mordendo..."


E Lilith

morde-me o pau

uma vez...


Meu delirante pau

diz:


"Enfiado em uma cueca

eu danço nas ruas,

às vezes,

quando meu senhor

olha para o rebolado

de uma putinha qualquer

que adora mostrar o rabo

todo redondinho

e fedido

por aí.

Psiquicamente motivado,

meu senhor faz com que

eu me motive também,

absorvendo a essência

da putinha,

putinha que logo é esquecida

quando meu senhor

vira uma esquina

e encontra outra

putinha rebolativa.

Mas,

o rebolado que eu gosto

é o Dela,

O Rebolado

Da Grande Fêmea

Do Deserto,

O Rebolado

Da Grande Serpente

Do Deserto..."


E Lilith

morde-me o pau

uma segunda vez...


Meu delirante pau

diz:


"No metrô e no trem,

meu senhor se achega

a uma bunduda bem gostosa,

elas gostam,

sim,

algumas,

todas,

gostam,

de serem encoxadas,

mas nunca admitirão isso

através de palavras

aos quatro canto do mundo,

são 'mulheres recatadas'.

O balanço do trem,

o balanço do metrô,

meu senhor encoxando,

eu endurecido e gostando,

eu endurecindo e gozando,

veículos lotados,

a desculpa para o delicioso

amasso...

Mas,

quem eu quero

que o meu senhor encoxe mesmo

é

A Grande Fêmea

Do Deserto,

A Grande Serpente

Do Deserto..."


E Lilith

morde-me o pau

uma terceira vez...


Meu delirante pau

diz:


"Nas praias e nas piscinas,

que espetáculo de putinhas

e putonas novas e velhas

com os bíquinis nos cus enfiados,

me senhor silenciosamente

enlouquece,

eu entro em um estado crítico

de trabalho.

Endureço

e a cueca de banho se torna

bem volumosa,

meu senhor disfarça,

senão é visto como um

bruto tarado...

As putinhas e as putonas,

de bruços deitadas,

meu senhor então imagina,

senta perto e fica a olhar,

seduzido e seduzindo

sem nenhuma perceber...

Mas,

a que eu quero

que o meu senhor fique a olhar

nua de bruços em um leito

é

A Grande Fêmea

Do Deserto,

A Grande Serpente

Do Deserto..."


E Lilith

morde-me o pau

uma quarta vez...


Meu delirante pau

diz:


"Endurecido,

eu sou usado

na masturbação,

a punheta sagrada

de meu senhor...

Endurecido,

eu sou usado

pelo meu senhor

em seus delírios

de solitário homem

que de toda

humana mulher

se afastou...

Endurecido,

eu sou usado

pelo meu senhor

em seus momentos

de dedicação

a tentar ver

em cada humana mulher

A Face

Da Grande Fêmea

Do Deserto,

A Face

Da Grande Serpente

Do Deserto...

Mas,

nenhuma delas,

nenhuma humana mulher,

É

A Grande Fêmea

Do Deserto,

A Grande Serpente

Do Deserto..."


E Lilith

morde-me o pau

uma quinta vez...


E meu delirante pau

diz:


"Esta a me morder

É A Única

Grande Fêmea

Do Deserto,

É A Única

Grande Serpente

Do Deserto,

A Única que em meus

delírios de pau

me dedico

a amar e adorar!"


E meu delirante pensamento

afirma:


"Esta a morder-me o pau

cinco vezes

É A Minha

Grande Fêmea

Do Deserto,

É A Minha

Grande Serpente

Do Deserto,

A Minha Mulher Real,

A Minha Verdadeira Mulher,

Aquela À Qual Ofereço

O Meu Esperma E O Meu Sangue

Caídos De Meu Pau

Juntos

Em Masturbantes

Oferendas!"


Inominável Ser

EM MASTURBANTE

POÉTICA OFERENDA

A

LILITH







Brinquemos No Mundo Dos Sonhos Abismais


Passemos,

Assim,

Lilith,

Calados,

Pelos

Reinos

Noturnos

De

Adhen...


Passemos,

Assim,

Lilith,

Calados,

Pelos

Vales

Noturnos

De

Nyagyn...


Passemos,

Assim,

Lilith,

Calados,

Pelos

Vales

Noturnos

De

Agaghyr...


Passemos,

Assim,

Lilith,

Calados,

Pelos

Vales

Noturnos

De

Drywayn...


Passemos,

Assim,

Lilith,

Calados,

Pelos

Vales

Noturnos

De

Wadmar...


Vejas,

Lilith,

A

Casa...


Vejas,

Lilith,

A

Casa

Perfeita

Do

Abismo...


Vejas,

Lilith,

A

Casa

Onde

Eu

Nasci

Sete

Vezes

Em

Sete

Mil

Aethyrs...


Vejas,

Lilith,

A

Casa,

Meu

Verdadeiro

Pai,

O

Inominável

Desconhecido,

Está

Lá...


Vejas,

Lilith,

A Casa,

Minha

Verdadeira

Mãe,

A

Mãe

Inominável,

Está

Lá...


Vejas,

Lilith,

A Casa,

Minha

Verdadeira

Família,

Os

Inomináveis,

Estão

Lá...


Vejas,

Lilith,

A Casa,

Nossa

Casa,

Tu

És

Uma

Das

Minhas

Verdadeiras

Mães,

Nós

Residimos

Lá...


Brinquemos,

Lilith,

Em

Nossa

Casa,

Diante

De

Todos

Os

Nossos

Familiares...


Brinquemos,

Lilith,

Foder

Diante

Deles,

Fodamos

Diante

Deles,

Oferecend0-Lhes

As

Energias

Do

Verdadeiro

Encontro

De

Uma

Verdadeira

Mãe

Com

Um

Dos

Seus

Verdadeiros

Filhos...


Fodamos

Em

Nossa

Casa,

Mãe

Lilith...


Fodamos

Em

Nossa

Casa,

Diante

De

Nossos

Familiares,

Mãe

Lilith...


Fodamos

Em

Casa,

Brincando,

Chamando

A

Todos

Os

Nossos

Familiares

De

Outras

Casas

Que

Temos

E

Nas

Quais

Eu

Nasci

Para

Foderem

Conosco,

Mãe

Lilith...


Verdadeiras

Famílias

Nascem

E

Se

Fortalecem

A

Partir

De

Verdadeiras

Brincadeiras.


Inominável Ser

EM SUA CASA

NO ABISMO

FODENDO COM A SUA

MÃE

LILITH