terça-feira, 19 de agosto de 2008

Glória Metafísica Do Corpo Em Todo Sangue Obscuro


Oriundo do Abismo

Eu sei que sou,

O Abismo,

Meu Amado Abismo,

Meu Querido Abismo,

Abismo que

Atravesso,

Abismo que

Abraço,

Abismo que

Beijo,

Abismo Que

Revela-Me Os Mistérios

Da Fruta Maldita

E Os Mistérios Da Maldição

Que Frutifica,

Abismo Que

Revela-Me Os Mistérios

Da Benção Esquecida

E Os Mistérios Do Esquecimento

Das Bençãos,

Abismo Que

Revela-Me O Seio De Arahrim

E Arahrim Amamentando

Todos Os Seios,

Abismo Que

Revela-Me Como Eu Sou

Em Verdade

E Como Verdadeiramente Sou

Simplesmente Sendo.


Nos cus de duas prostitutas

Escrotas arrombadas,

Lixos terrestres,

Pois as prostitutas são Teu

Lixo,

Lilith,

Aprendi que a valorização

Do corpo

Tem que advir do máximo

De contato

Com toda a sujeira,

A sujeira de bucetas

Mal lavadas

Como as daquelas prostitutas

De lixeira,

A sujeira de bucetas

Bem lavadas

Como as das mulheres comuns

Que não se prostituem

Mas que são para mim

O mesmo lixo,

Desinteressantes criaturas

No Humano Limbo.


Na Metafísica Do Corpo,

Lilith,

Eu prefiro a Tua

Buceta,

Eu prefiro o Teu

Cu,

E os das demais

Filhas Do Abismo,

Minhas Irmãs Perdidas

Como

Anita,

Maria,

Juliette,

Annette,

Barbanas,

Athara,

Rana,

Ijaruea,

Isydra,

Anadra,

Aranea,

Abanea,

Jakre

E todas as

Nomeáveis

E Inomináveis

Do Abismo.


Metafisicamente,

Prefiro as

Bucetas Do Abismo,

São bucetas mais puras,

São bucetas mais limpas,

Não são como as bucetas

Das executivas

E das sambistas,

Das modelos

E das atrizes,

Das atletas

E das jogadoras de futebol,

Das jogadoras de vôlei

E das jogadoras de frescobol,

Das advogadas

E das juízas,

Das professoras

E das colegiais,

Das mães

E das irmãs,

Das tias

E das avós,

São Bucetas Abismais,

Minha língua sabe bem

Percorrer cada

Bucetâneo Abismo

Das minhas

Irmãs Abismais,

Abismos limpinhos,

Abismos clarinhos,

Abismos obscuros,

Bem ao meu gosto

De feroz inimigo

Das bucetas humanas!


Metafisicamente,

Elas,

E Tu,

Lilith,

Sois as Verdadeiras Mulheres,

As Verdadeiras Amantes,

As Verdadeiras Amigas,

Minhas,

Aquelas que quero,

Minhas Mulheres Douradas,

Minhas Mulheres Escarlates,

Minhas Mulheres Draconianas,

Minhas Mulheres Serpentinas,

Minhas Mulheres Rubras,

Minhas Mulheres Alvas,

Minhas Mulheres Negras,

Minhas Negras Mulheres,

As Únicas,

As Únicas,

As Únicas,

As Únicas,

As Únicas,

As Únicas,

As Únicas,

As Únicas,

As Únicas!


As bucetas humanas?


Os cus das humanas?


Distrações visuais

Em madrugadas de acessos

A sites pornográficos

Tipo Big Butt

E BangBros.


Bucetas

E cus

Somente Teus,

Lilith,

E de minhas

Irmãs Abismais,

Vossas Filhas.


Inominável Ser

METAFISICAMENTE

METENDO NAS BUCETAS

E NOS CUS

DE SUAS IRMÃS ABISMAIS

E DE

LILITH







Nenhum comentário: