terça-feira, 23 de setembro de 2008

Dos Rubros Orgasmos E Dos Muitos Tratados


Sobraram as folhas de um Tratado. Sobraram cem mil folhas de outro Tratado. Sobraram todas as folhas do nosso Tratado, Lilith, lembro-me dele? Lembro-me desde o nosso reencontro em França, desde o nosso reencontro pelos tempos, nosso reencontro, Amorosa Mãe Depravada! Tenho piedade dos que não possuem Tratados com uma Amorosa Mãe, são tolos fadados ao estúpido caminho tolo da simples vivência neste mundo estúpido vazio tolo. Eu preencho-me de escrituras neste livro meu de mais Encontros com as Tuas Escrituras, eu arremesso todas as coisas destruidoras no Fosso Do Abismo, atravessando O Abismo as Tuas pernas se abrem para mim, a Tua Vulva é minha Verdadeira Salvadora! Messiânica Serpente, Que Mais Posso Querer Do Grande Deserto Do Que A Criação Em Uma Família Como A Vossa De Inimigos Do Medíocre E Das Águas Frias E Mornas? Que Mais Posso Querer Acima Desta Guerra Minha Contra Mim Mesmo, Eu Que Sou Humano E Que, Por Humana Fraqueza, Estou Fadado A Ser Somente Mais Um Humano A Ser? Eu mordo as letras dos versos que, aqui, são todos Teus... Eu sou a letra de todos os versos, todos os versos, aqui, Teus... Tu me mordes nos versos do meu Existir... Tu És Os Versos Do Meu Existir!




Eu Existi

naquela noite

de 22 de agosto de 1912

andando pelas ruas

de uma Moscou

ferida pelo frio

da ocasião

da estação


Eu

Existindo

Idéia Ou Orgasmo?


Eu Existi

naquela noite

em trajes monumentais

e uma tristeza doce

que me encaminhava até

um prédio silencioso

de rica senhora

que eu conhecia


Eu

Resistindo

Seria Orgasmo?


Eu Existi

naquela noite

meu olhar vagava pelas ruas

perseguindo mulheres

e eu conseguia sugar um pouco

das feminis curvas

das russas imundas

abaixo Daquela que eu encontraria


Eu

Insistindo

Orgasmo mesmo?


Eu Existi

naquela noite

eu me aproximo do prédio

eu entro no prédio

eu subo quinhentos degraus

estou no quinto andar

entro na morada

da Dama que está lá


Eu

Positivo

Orgasmo Definitivo?


Eu Existi

naquela noite

a Senhora que me aguardava

de rubro vestido de seda estava

me ofereceu sangue desconhecido

em taça

eu bebi e dialogamos

sobre Nietzsche e as Cruzadas


Eu

Negativo

Orgasmo Produtivo?


Eu Existi

naquela noite

bebi mais trinta taças de sangue

um sangue delicioso desconhecido

eu e ela continuamos a dialogar

sobre O Instinto

sobre O Desejo

sobre O Início


Eu

Restritivo

Que Orgasmo Incrível?


Eu Existi

naquela noite

bebemos juntos mil taças

de sangue delicioso que era

para mim desconhecido

começamos a dialogar

com os nossos lábios unidos

em rubro quarto constituido


Eu

Resignado

Que Orgasmo Típico?


Eu Existi

naquela noite

meus lábios desciam pelo corpo

Daquela Senhora Rubra

minha língua fazia desenhos

de expressividade única

Ela gargalhava embriagada

pelo sangue que consumimos


Eu

Solicitado

Que Orgasmo Trazido?


Eu Existi

naquela noite

comemos o coração

de um desconhecido

após nos despirmos

eu o devorei entre

os pujantes seios Dela divinos

com muitíssimo carinho


Eu

Resgatado

Que Orgasmo Maldito?


Eu Existi

naquela noite

comemos o pênis

comemos os seios

de desconhecidos

eu me lambuzei no abdômen

Dela toda excitadíssima

por causa de minha língua


Eu

Lago

Um Orgasmo?


Eu Existi

naquela noite

Noite De Serpentes Lupinas

Que Se Encontravam

rolamos naquele leito

nos beijando

untados pelo sangue

de desconhecidos que matamos


Eu

Rio

Dois Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

Ela lambeu o sangue

por todo o meu corpo

chupou cada dedo dos meus pés

cheios de sangue

eu chupei os seios dela pujantes

cheios de sangue


Eu

Cachoeira

Três Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

nós saimos nus

cheios de sangue

envoltos pelo

Manto Das Sangrentas Trevas

fomos caçar

fomos caçar mais sangue


Eu

Limite

Quatro Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

enquanto eu fodia

com uma freira

Ela sugava o sangue da freira

pelo pulso esquerdo

sangue sagrado conosco

sangue puro da Igreja


Eu

Seguinte

Cinco Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

invadimos uma festa

estupramos e sugamos

e matamos

a todos

muito sangue nos tapetes

muito sangue nas paredes


Eu

Primeiro

Seis Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

em doze ruas

matamos doze mendigos

sugamos o sangue perdido deles

arrasamos com seu Arraso

seguimos mais em frente

seguimos com nosso caçar


Eu

Perfeito

Sete Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

muitas casas moscovitas

invadimos

matamos e sugamos

de bebês a idosos

Carniceiros Do Deserto

eu e Ela

Eu

Segredo

Oito Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

éramos dois sanguinários

éramos dois caçadores

éramos dois assassinos

gargalhávamos nisso

gargalhávamos caçando

gargalhávamos assassinando


Eu

Império

Nove Orgasmos?


Eu Existi

naquela noite

retornamos à morada Dela

nós nos lavamos e nos vestimos

nós nos despedimos

eu tomei meu caminho

Moscou amanheceu

sem nenhum sorriso


Eu

O Orgasmo

Os Orgasmos!


Não procurem nos livros

da História oficial

meus amigos

notícias acerca do massacre

que no Abismo é conhecido como

A Noite Rubra De Moscou

A Noite Na Qual Moscou

Em Sangue Se Tornou


Eu

Orgasmos

Orgasmos!


Relato que eu e Ela

Lilith Em Tenebrosa Face

tivemos todos os orgasmos

que poderíamos ter

caçando sugando matando

humanos moscovitas

que deliciosos alimentos apenas

foram para nós com prazer


EU

ORGASMOS

ORGASMOS

ORGASMOS

ORGASMOS

ORGASMOS

ORGASMOS

ORGASMOS

ORGASMOS

ORGASMOS!!!



Escritura Entregue A Ti, Lilith, Atávica Memória De Um Fato Real Registrado No Livro Da História Do Humano Deserto Existencial.


Inominável Ser

UM RUBRO ESCRIBA

DO DESERTO

ETERNIZADO NO LIVRO

DE

LILITH









Nenhum comentário: