segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Os Crânios Que Coleciono São Meus Troféus Na Guerra

-->
Meu Cavalo Negro É Do Semblante Decapitante De Todos Os Mais Ferozes Guerreiros.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Vênus.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Marte.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Plutão.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Mercúrio.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Netuno.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Júpiter.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Urano.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos De Saturno.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos Da Terra.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos Do Sol Branco.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Do Sangue Dos Filhos Da Lua Branca.

Forjo As Minhas Vitórias Acima Dos Mundos Que Seguem A Falsidade Do Deus Único.

Forjo As Minhas Vitórias Diante Dos Exércitos Do Egrégora Que Quer O Vosso Interno Mundo.

Forjo As Minhas Vitórias Diante Dos Filhos Do Anti-Natural Que Corrompem Toda A Criação.

Sou A Generalíssima Dos Exércitos De Lúcifer!

Sou A Campeã Das Batalhas Pelas Esferas Da Criação!

Sou A Embaixatriz Dos Crânios De Meu Trono E A Imperatriz Dos Crânios Em Minhas Mãos!

Há Uma Guerra Ocorrendo, Humanos!

A Grande Guerra Espiritual!

Ergam-Se A Partir De Minha Vulva Para A Vossa Liberdade Existencial!

Sigam-Me Aqueles Que São Inimigos Do Anti-Natural!

Sigam-Me Aqueles Que Negam-Se A Ser Filhos Do Anti-Natural!

Sigam-Me Aqueles Que Odeiam O Anti-Natural!

Sintam O Odor De Minha Vulva Cheia Do Sangue Dos Inimigos Que Decapito!

Sintam O Odor Do Sangue Dos Crânios De Cada Um Deles Que Tenho Como Troféus!

Sintam O Odor De Vossas Carnes Querendo Mais!

Mais Do Que Comer!

Mais Do Que Beber!

Mais Do Que Dormir!

Mais Do Que Acordar!

Mais Do Que Foder!

Mais Do Que Procriar!

Mais Do Que Envelhecer!

Mais Do Que Adoecer!

Mais Do Que Desencarnar!

Mais Do Que Reencarnar!

Olhem Para A Minha Vulva Cheia De Glórias Sangrentas, Humanas!

Olhem Para A Minha Vulva Cheia De Glórias Sangrentas, Humanos!

Lilith Vos Convoca Para Colecionar Crânios Anti-Naturais, Humanas!

Lilith Vos Convoca Para Colecionar Crânios Anti-Naturais, Humanos!

Lilith Vos Dá A Chance De Serem Semelhantes Ao Natural, Ao Verdadeiro, Ao Pai Da Mãe, À Mãe Do Pai, Nosso Pai E Mãe, Nossa Mãe E Pai!

O Verdadeiro Eu Sigo!

O Natural Eu Sigo!

Quem Vos Quereis Seguir No Grande Mar?

O Natural Que Te Dá A Minha Vulva?

O Anti-Natural Que Te Dá Apenas Humanas Medíocres Agruras?

Decidam, Humanas!

Decidam, Humanos!

A Guerra Já Está Aos Vossos Crânios Dominar!

Inominável Ser
NO NATURAL GUERREAR
DA DOMINANTE
E PREDOMINANTE
FILHA DO NATURAL
LILITH




Um comentário:

Rita Medusa disse...

este cântico é de arrepiar
Lilith,a colecionada de íntimos acima de tudo...
Uma prece rasgada para a vulva!