quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

As Marcas Que Deixo Nas Vestiduras Todas Das Existencialidades


Eu Pico.


Eu Serpenteio.


Eu Indico.


Eu Anuncio.


Eu Aguardo.


Eu Esquartejo.


Eu Decapito.


Eu Me Dou.


Eu Dou.


Eu Doto.


Eu Adiciono.


Eu Aumento.


Eu Alivio.


Eu Sou A Picada.


Eu Sou A Serpente.


Eu Sou A Indicadora.


Eu Sou A Anunciadora.


Eu Sou A Aguardada.


Eu Sou A Esquartejadora.


Eu Sou A Decapitadora.


Eu Sou A Doadora.


Eu Sou Aquela Que Dota.


Eu Sou Aquela Que Adiciona.


Eu Sou Aquela Que Aumenta.


Eu Sou Aquela Que Alivia.


Se Livres De Mim, Eu Não Me Livro De Ti.


Esqueças De Mim, Eu Não Me Esqueço De Ti.


Fujas De Mim, Eu Não Fujo De Ti.


Enganes A Ti, Tu Não Me Enganas, Humana E Humana, Eu Nunca Sou A Enganada, Eu Sempre Sou A Que Vê Através Dos Olhos Dos Vossos Cus, Dos Prepúcios De Vossos Paus E Das Extermidades De Vossas Bucetas.


É A Hora Serpentina Que Te Aflige, Mulher Cega.


É A Hora Serpentina Que Te Aflige, Homem Cego.


Aos Despertos, Para Os Despertos, Nos Despertos, Eu Estou A Derramar O Sangue Da Verdadeira Vida Como Oceanos De Riquezas Tranquilas E Prazerosas.


Aos Despertos, Para Os Despertos, Nos Despertos, Eu Sou A Jovem Vencedora Da Anti-Natureza E O Brilho Sereno Da Certeza De Toda Verdadeira Pureza.


Aos Despertos, Para Os Despertos, Nos Despertos, Eu Sou A Dama Da Camélia Negra Que Rouba A Vitalidade Do Grande Sol Negro Na Vertigem Da Alta Madrugada Eterna.


Minhas Marcas, Mulher Cega, Em Ti Estão Como Nos Despertos.


Minhas Marcas, Homem Cego, Em Ti Estão Como Nos Despertos.


As Marcas Da Serpente.


As Marcas De Lilith.


As Marcas Daquela Que Suga O Sangue Da Verminosidade E Da Pequenez Existenciais.


As Marcas Daquela Que É A Absoluta Mutável Verdade Da Grandiosidade Existencial.


Reflitam, Cegos!


Aflitos Sejam, Cegos!


Aflitos Sejam Enquanto Forem Os Vermes Que São, Vermes Rastejantes Lambendo O Solo De Mentiras Anti-Naturais!


Acordem, Cegos!


Abram Os Vossos Verdadeiros Olhos, Cegos!


Minhas Marcas Estão Neles!


Estão Em Vossos Verdadeiros Olhos!


Sejam Unos Com O Meu Olhar!


Sejam Unos Com O Olhar Da Serpente!


Sejam Unos Com O Olhar De Lilith!


Unos Como Os Despertos São Comigo!


Unos Como Os Despertos De Todas As Eras São Comigo!


Unos Como Os Despertos Na Grande Guerra Oculta São Todos Comigo!


Unos Como Os Despertos No Grande Dia Do Amanhã Já São Comigo!


Minhas Marcas Ferem!


Minhas Marcas Matam!


Minhas Marcas Ressuscitam!


Minhas Marcas São Tuas Melhores Armas Contra A Decadência De Vossa Humana Raça Desgraçada!


As Marcas De Lilith: Vejam-Nas!


As Marcas De Lilith: Toquem-Nas!


As Marcas De Lilith: Abracem-Nas!


As Marcas De Lilith: Beijem-Nas!


As Marcas De Lilith: Seduzam-Nas!


As Marcas De Lilith: Deflorem-Nas!


As Marcas De Lilith: Amem-Nas!


As Marcas De Lilith: Aceitem-Nas!


As Marcas De Lilith: Marquem-Nas!


E Comigo, Enfim, Vençam As Temidas Anti-Naturais

Alvoradas!


E Comigo, Enfim, Vençam Os Temidos Anti-Naturais Crepúsculos!


E Comigo, Enfim, Marquem Toda A Criação Com O Grande Serpentino Grito De Verdadeira Revolução Das Naturais Obras!


Lilith Marcou-Te, Humana!


Lilith Marcou-Te, Humano!


Como Vossa Mãe, Eu Assim Vos Tenho Como Meus!


Como Vossa Mãe, Vós Me Tens Assim Como Eu Sou!


E O Que Eu Sou É Uma Marca Do Beijo Serpentino Do Verdadeiro Amor!


E O Que Eu Sou É A Serpente Que Pica As Vossas Almas Em Verdadeiro Amor!


Inominável Ser

AS MARCAS

DE

LILITH















Nenhum comentário: