terça-feira, 31 de março de 2009

O Machado Que Eu Carrego É O Ponto Do Domínio De Minhas Sentenças Neste Meu Mundo


Meu Machado Define O Corte Que Dou Em Meu Mundo.


Meu Machado Aponta O Ápice Estelar Da Coroa De Meu Mundo.


Meu Machado Aponta A Fruta Estelar Que Caiu Das Esferas Que Explodiram Em Outros Mundos.


Meu Machado Sangra Na Marcha Carnal Dos Seres Em Meu Mundo.


Meu Machado Sangra Tornando Cada Forma Uma Força De Meu Mundo.


Meu Machado Declama A Poesia Aguardada Pelos Reinos Dos Baixos Mundos.


Meu Machado Abre Os Portões Dos Reinos Escavados Por Mim Nos Mais Baixos Mundos.


Meu Machado Brilha No Abismo Singrando Os Mares Nos Quais Estão Alojadas As Raças Perdidas De Oakasha.


Meu Machado Singra Os Infernos E Dos Quatro Reis Coroados Eu Sou A Musa Amada.


Meu Machado Fende A Terra Em Mil Infinitas Partes Cinco Vezes Multiplicadas.


Meu Machado Infunde Na Terra A Marca Da Minha Negra Alvorada.


Meu Machado Resgata O Tempo Dos Bárbaros Que Faziam Alvoradas.


Meu Machado Brilha, A Estrela Da Serpente Que Sou Brilha Trazendo Aos Meus Filhos A Glória Que Ofereço Nas Reinantes Vastas Regiões Dos Meus Domínios.


Meu Machado Carnal Amontoa Todas As Carnes Da Terra.


Meu Machado Viaja Cortando Todas As Carnes Da Terra.


Meu Machado Pesa Em Todas As Carnes Da Terra.


Meu Machado Infesta A Todas As Carnes Da Terra.


Tenho Cultos Nas Carnes.


Tenho Ocultos Nas Carnes.


As Carnes Da Terra São Minhas.


A Terra É Meu Mundo.


A Criação É Meu Mundo.


Cativas Estão As Almas Ao Brilho Do Meu Machado.


Cativas Estão As Carnes Ao Brilho Do Meu Machado.


Cativo Está O Infinito Frente A Frente Com O Meu Machado.


Eu Sou A Serpente Do Machado.


Eu Sou O Machado Da Serpente.


As Glórias Da Terra Nascem Do Meu Machado Cheio De Serpentes.


Se Procriam, Humanos, Eu Que Permito.


Se Não Procriam, Humanos, Eu Que Não Permito.


Se Sentem Meu Machado Pesando Em Vós, Eu Assim Permito.


Se Não Sentem Meu Machado Pesar Em Vós, Eu Assim Não Permito.


Sou A Primeira Das Deusas E A Deusa Das Primeiras.


Sou A Primeira Das Guerreiras E A Guerreira Das Primeiras.


Sou A Do Machado Serpenteando Para A Perpetuidade Do Ciclo Vital De Meu Mundo.


Meu Mundo, A Terra!


Meu Mundo, A Criação!


Meu Mundo!


Meu Mundo, Sim!


Meu Mundo, Assim!


Meu Mundo!


Meu Mundo, Mundo Da Lilith Que Corta Vossa Cabeça Para Poder Aprender A Ser Reconhecedor Da Minha Dominante Voz Sobre Ti!


Lilith Te Decapita!


Lilith Te Decapita Em Seu Mundo!


Eu, Lilith, Decapito A Cada Um Que Me Segue Ou Não Para Que Novos Machados Possam Sempre Perpetuar O Meu Serpentino Domínio Que Ecoa Feliz Pelas Vias Do Império Moldado Pelo Um!


Meu Machado Te Governa!


Meu Machado Vos Governa!


Humanidade, Temei Quando Eu O Ergo Acima De Vós!


Humanidade, Tremei, Pois Eu O Ergo Sempre Acima De Vós!


Humanidade, Recebas Meu Machado Maternal Caindo Acima De Vós!


Inominável Ser

A SENHORA DO MUNDO

LILITH









Natal Da Cósmica Viagem Do Gozar E Do Desejar


Abriram Diante De Mim Os Portões Da Viagem Da Serpente Pela Estrada Cósmica Do Gozo


Abriram Diante De Mim Os Portões Da Viagem Da Serpente Pela Estrada Cósmica Do Desejo


Abriram Diante De Mim Os Portões Da Viagem Da Serpente Pela Estrada Cósmica Do Saber Gozar


Abriram Diante De Mim Os Portões Da Viagem Da Serpente Pela Estrada Cósmica Do Saber Desejar


Abriram Diante De Mim Os Portões Da Viagem Da Serpente Pela Estrada Cósmica Do Conhecer O Gozo


Abriram Diante De Mim Os Portões Da Viagem Da Serpente Pela Estrada Cósmica Do Conhecer O Desejo


Abriram Diante De Mim Os Portões Da Viagem Da Serpente Pela Estrada Cósmica Do

Gozo

Do

Desejo

Seis

Vezes


O Gozo

Anal


O Desejo

Anal


O Gozo

Vaginal


O Desejo

Vaginal


O Gozo

Oral


O Desejo

Oral


O Livro Cósmico

Do

Gozo


O Livro Cósmico

Do

Desejo


Ei-Lo Escritos No Kosmos Com As Pontas Dos Pêlos Da Púbis De Lilith!


Ei-Los

Nos Cus!


Ei-Los

Nas Vaginas!


Ei-Los

Nas Bocas!


Cósmicos Textos

De

Gozo!


Cósmicos Textos

De

Desejo!


Lilith Escreve

E

Goza

No Equilíbrio

Do Gozo

Das Esferas!


Lilith Escreve

E

Deseja

No Equilíbrio

Do Desejo

Das Esferas!


O Kosmos

É

O Gozo Primeiro

Da Serpente!


O Kosmos

É

O Desejo Primeiro

Da Serpente!


A Serpentina Balança Pesa Cada Gozo No Kosmos


A Serpentina Balança Pesa Cada Desejo No Kosmos


Nossos Gozos São Pesados


Nossos Desejos São Pesados


Quem Pode Escapar Do Cósmico Equilíbrio Da Serpentina Balança Em Seu Pesar Equilibrado?


Inominável Ser

PESADO

EM SEUS

GOZOS

E

DESEJOS

NA CÒSMICA BALANÇA

DA SERPENTE

LILITH









Natal Da Flamejante Fênix Da Flor E Da Pele


Havia Uma Flor Que Dizia Muita De Cada Picada Que Da Serpente Mãe Recebeu Nos Tempos Antigos Da Aurora Natural De Todas As Flamejantes Coisas.


Colhi Dita Flor Quando Em Veste Romana, Colhi Dita Flor Quando Em Veste Grega, Collhi Dita Flor Quando Em Veste Assíria, Colhi Dita Flor Quando Em Veste Atlante, Colhi Dita Flor Antes De Possuir Qualquer Veste.


As Pétalas Dela Flamejantes Ficaram N'Alma Minha...


Flamejantes Ficaram...


Lilith Colhe Cada Uma...


Flamejantes Ficaram...


Lilith Colhe Cada Uma...


Flamejantes Ficaram...


Lilith Colhe Cada Uma...


Cinco Pétalas Caem...


Cinco Pétalas Caem...


Cinco Pétalas Caem...


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Da Serpente

Plantando Novas

Flores

Flamejantes

Flores


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Da Serpente

Falando De Novas

Flores

Flamejantes

Flores


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Da Serpente

Cantando Sobre Novas

Flores

Flamejantes

Flores


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Da Serpente

Eternizando Novas

Flores

Flamejantes

Flores


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Da Serpente

Modificando Novas

Flores

Flamejantes

Flores


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Da Serpente

Espalhando Novas

Flores

Flamejantes

Flores


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Na Serpentina Floresta

Da Serpente


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

No Serpentino Verbo

Da Serpente


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Na Serpentina Música

Da Serpente


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Na Serpentina Eternidade

Da Serpente


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

No Serpentina Modificar

Da Serpente


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

No Serpentina Espalhar

Da Serpente


A Fênix Da Flor E Da Pele Nasce

Na Serpentina Coroa Flamejante

Acima De Nossas

Serpentinas

Vulvas E Pênis


Inominável Ser

SENTINDO A FÊNIX

DA FLOR E DA PELE

ACIMA DO SEU PÊNIS

E ACIMA

DA VULVA DE

LILITH









Natal Do Governar Da Vulva E Do Pênis


A Vulva E O Pênis


Quem Governa As Vossas Vulvas, Mulheres?


A Vulva E O Pênis


Respondam Nascendo

Quatro

Vezes


A Vulva E O Pênis


Quem Governa Os Vossos Pênis, Homens?


A Vulva E O Pênis


Respondam Nascendo

Quatro

Vezes


A Vulva E O Pênis


Desde A Manhã Mais Sangrenta Da Criação, A Governança Do Que Molda A Humana Perpetuidade Está Nas Mãos De Lilith, Está Nos Pés De Lilith, Está Na Vulva De Lilith


A Vulva E O Pênis


Nas Mãos, Lilith Governa A Vulva E O Pênis

Acarinhando

Cada

Músculo

Deles


A Vulva E O Pênis


Nos Pés, Lilith Governa A Vulva E O Pênis

Massageando

Cada

Músculo

Deles


A Vulva E O Pênis


Na Vulva, Lilith Governa A Vulva E O Pênis

Esfregando-Se

Em

Cada

Músculo

Deles


A Vulva E O Pênis


Cada Vulva

Nasce

Quatro

Vezes

Em Lilith


A Vulva E O Pênis


Cada Pênis

Nasce

Quatro

Vezes

Em Lilith


A Vulva E O Pênis


Quatro

É

O

Número

Da Vulva


A Vulva E O Pênis


Quatro

É

O

Número

Do Pênis


A Vulva E O Pênis


Quatro Nascimentos Precedem Um Nascimento Na Governança De Lilith


A Vulva E O Pênis


Quatro Nascimentos São Os Poderosos Poderes Governantes De Lilith


A Vulva E O Pênis


Quatro Nascimentos São As Coroas E Os Cetros E Os Tronos Imperiosos Dos Governos Dentro Do Governar De Lilith


A Vulva E O Pênis


Quádruplo Nascer


A Vulva E O Pênis


Quádruplo Governar


A Vulva E O Pênis


Quádruplo Poder


A Vulva E O Pênis


O Quatro


A Vulva E O Pênis


Nascer


A Vulva E O Pênis


Governar


A Vulva E O Pênis


Poder


A Vulva E O Pênis


Inominável Ser

COM O SEU

PÊNIS

GOVERNADO

POR

LILITH









Natal Do Despertar Na Espuma E No Esperma


Seres Do Amor Da Carne Escrevem E Poetizam Diante De Seus Banhos Nas Enchentes Que Fazem Brotar Carnais Mensagens Sobre A Qualidade Da Cereja Colhida Do Suor Da Mãe Da Carne


Um Suor Que A Espuma Do Mar Das Carne Acolhe Enquanto Eu Nado De Encontro A Ela Com As Minhas Mãos Envolvendo-Me O Pau


Prepúcio Cobrindo, Prepúcio Descobrindo, A Cabeça Do Meu Pau Pensante Em Ti, A Masturbação Lenta Encontra O Vosso Banhar


Lilith


Aqui


Lilith


Bem Aqui


Lilith


Tu Estás Aqui


Lilith


Vem Aqui


Lilith


Ah


Eu


Te


Sinto


Aqui


Em


Cima


De


Mim


A Espuma Caindo A Partir Do Sabonete Feito Com O Leite Das Negras Luas, A Espuma Formando O Serpentino Mar Vosso, Vem Para Cá


Meu Esperma Já Caiu Nos Pêlos De Minha Púbis, A Espuma Que Escorre De Vosso Corpo Une-Se Ao Meu Esperma


Os Odores Se Fundem, A Espuma, O Esperma, O Recinto Fechado Exala A Deliciosa Forma Eterna Do Aroma Sexual Eterno


O Aroma


A Espuma


O Aroma


O Esperma


Aroma


Espuma


Esperma


Trino Nadscimento


Três No Aroma


Três Na Espuma


Três No Esperma


Vossas Mãos Espumadas Tocam Em Meus Pêlos Pubianos Encharcados De Esperma...


Inominável Ser

ENCHARCADO

DE ESPUMA

E ACARICIADO

NOS PÊLOS PUBIANOS

POR

LILITH