terça-feira, 19 de maio de 2009

Experimentando A Docilidade Da Anal Vaginal Verdade


Requentada sacanagem,

requintada roupagem,

os trajes queimados,

a calcinha rasgada,

a cueca rasgada,

a vagina rasgada,

o cu rasgado,

detalhes

detalhes

detalhes...

Vibra a coroa em

minha cabeça,

vibram as pétalas em

minha fronte,

vibram com a Visão,

ah,

mais uma Visão

nascida de infinitas

picadas

da Serpente

n'alma devassa

minha,

a Visão

de uma foda

gostosa do caralho...

Resplende

uma luz de negros

tons,

dançam entre os

amantes que fodem

uma miríade

de Eternos Devassos,

os mesmos

Devassos

das orgias de Calígula,

os mesmos

Devassos

das orgias de Herodes,

os mesmos

Devassos

das orgias de Sade,

em contemporâneas

roupagens,

em diversos tons

de pele...

O Carnaval

nunca termina na

Quarta-Feira De Eternas

Cinzas,

Lilith,

para os

Eternos Devassos!

Um confete lançado

no corpo de amantes

no chão mais lavado

por incessante esperma

nele lançado!

Alegorias vigilantes

balançando nas tetas

das cadelas

e nos tóraxs dos

cães eretos

que fodem-nas!

Desfiles de posições

desconhecidas até

pelos tantras!

Samba

Samba

Samba

Samba

feito com a fricção

do pau

dentro da buceta!

Samba

Samba

Samba

Samba

feito com a fricção

do pau

dentro do cu!

Verdade,

Anal

Verdasde!

Verdade,

Vaginal

Verdade!

De quatro,

Lilith,

uma mulher

conhece

as Escrituras Sagradas

que sua buceta

Revela!

De quatro,

Lilith,

uma mulher

conhece

as Escrituras Sagradas

que seu cu

Revela!

Atrás

de uma mulher

de quatro,

Lilith,

um homem escreve

A Bíblia Sagrada

Da Pica Dura

Revelando A Verdade

De Cus E Bucetas!

E atrás dele,

Lilith,

pode estar uma

outra mulher

a dedá-lo

ou a enfiar-lhe algo grosso

no cu

ou

um homem tarado

que goste de meter

a rola

que roça com toda

íntima força

a próstata que se agita

nessa gandaia...


Inominável Ser

DE QUATRO

TENDO ATRÁS

DE SI

A DEDÁ-LO

LILITH









Nenhum comentário: