terça-feira, 18 de agosto de 2009

Desnudo-Me Na Animalidade Das Essências E Inessências


Quando Me Evocam, Sou O Essencial Eco.


Quando Me Invocam, Sou O Inessencial Eco.


Por Quem Me Tomam Os Primeiros Anciães?


Por Que Não Me Tomam Os Primeiros Jovens?


Que Trono Sei Que Há?


Qual Trono Sei Que Perdi?


Conheço Tudo.


Conheço Todos.


Conheço O Todo.


Conheço O Nada.


Estou Ambientada.


Estou Deslocada.


Estou Dentro.


Estou Fora.


No Grande Deserto...


Lá No Grande Deserto...


Meu Grande Deserto...


O Grande Deserto!


Eis O Grande Deserto!


Eis-Me Nele, Humanas!


Eis-Me Nele, Humanos!


Essencial Areia!


Inessencial Areia!


Essencial Água Da Rocha Solitária!


Inessencial Água Da Rocha Acompanhada!


Cresço Onde Há Vida!


Cresço Onde Não Há Vida!


Cresço Onde Nunca Houve Vida!


Cresço Onde Nunca Haverá Vida!


Sou Animal!


Animal Do Grande Deserto!


O Animal Maior Do Grande Deserto!


Serpente!


Serpente!


Serpente!


A Maior Das Serpentes!


A Maior Das Serpentes!


A Maior Das Serpentes!


Lilith!!!


Lilith!!!


Lilith!!!


Nua!!!


Nua!!!


Nua!!!


Sugues Minha Essência!!!


Sugues Minha Inessência!!!


Sugo Vossa Essência!!!


Sugo Vossa Inessência!!!


E Todos Os Animais Dos Mundos Obedecem-Me Em Suas Selvas!!!


Obedecei-Me, Animal Mulher!!!


Obedecei-Me. Animal Homem!!!


Obedecei-Me Aí Dentro Dos Grandes Desertos De Vossas Almas, Onde Estou A Residir Adormecida Ou Desperta!!!


Obedecei-Me Sendo Animais Essencialmente!!!


Obedecei-Me Sendo Animais Inessencialmente!!!


Recuperem Vossas Naturezas Sendo Lilith Essencialmente!!!


Recuperem Vossas Naturezas Sendo Lilith Inessencialmente!!!


Ou Vós Quereis Sempre Ser Pó Que Retorna Ao Pó Do Mesmo Pó Do Sempre Eterno Pó???


Inominável Ser

ESSENCIALMENTE

INESSENCIALMENTE

LILITH









Predadores De Uma Estreita Selva


São poucos os que podem

pertencer

a determinada seita,

a determinada ordem,

a detwerminado grupo,

que conta com

a maravilhosa dádiva

de compreender-Te,

Lilith Swelvagem,

Lilith Delicada.


Selvagem

quando

quer...


Delicada

quando

quer...


Selvagem

E Delicada,

ao mesmo tempo,

quando

quer...


Lilith,

quando Vós assim

expressais Vossa

Majestosidade Infinita,

nós que Lhe Compreendemos

como

A Selvageria

E A Delicadeza

Encarnadas

Nas Humanas Peles,

expressamo-nos também

selvagens

e delicados.


Selvagens

nos

lábios...


Delicados

nos

lábios...


Selvagens

nos

seios...


Delicados

nosd

seios...


Selvagens

nos

paus...


Delicados

nos

paus...


Selvagens

nas

bucetas...


Delicados

nas

bucetas...


Selvagens

nos

cus...


Delicados

nos

cus...


Selvagens

na

trajetória

oral...


Delicados

na

trajetória

oral...


Selvagens

na

trajetória

vaginal...


Delicados

na

trajetória

vaginal...


Selvagens

na

trajetória

anal...


Delicados

na

trajetória

anal...


Predadores compreensivos

da Estreita Selva

somos,

discípulos da Grande Mestra

Da Carnal Verdade

Que Tu És,

subinsdo as montanhas

de todas as carnes

tendo a mais plena fé

na foda mais salvadora

aos Vossos Sibilares Pés!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


AVEMUS

LILITU!!!


A boa travessia

garante a chegada aos

Mistérios

Da Selvageria

E Da Delicadeza

De Todas

As Carnes

Pela Larga Selva

Da Criação.


Inominável Ser

SELVAGEM

DELICADO

COMO A

SELVAGEM

DELICADA

LILITH









A Fera Que Chama Outra Fera Na Feroz Fodedora Festa


Chama-se Fera

o que está

no meio do cu

de toda mulher

e de todo homem.


Chama-se Fera

o que está

no meio das pernas

de toda mulher

e de todo homem.


A Fera hetero,

A Fera homo,

A Fera que chama

outra Fera

em feroz lugar...


Como um furacão dos

mais ferozes,

Lilith,

as Feras,

pelos Tempos,

se encontraram.


"Crescei

e multiplicai-vos!",

ordena o Livro Mais

Sagrado,

e todas as Feras,

atentas,

escutaram!


Feras encontraram-se,

Feras multiplicaram-se,

A Verdadeira Humana História

É A Das Feras

Nos Meios Dos Cus

E Nos Meios Das Pernas

De Todos Da Humanidade!


A História acrescenta ainda

a multiplicação das formas

de prazer,

infinitas formas imaginadas,

infinitas formas praticadas,

infinitas fornicações a alimentá-La,

Lilith!


A Divindade

de confunde com

A Libertinagem,

Sei desta Verdade,

Lilith,

tive todas as Feras em mim,

atualmente tenho uma Fera

entre as pernas...


A Liberdade

se confunde com

A Sacanagem,

Sei desta Verdade,

Lilith,

sacanagens lembro de ter

anteriormente realizado

de posse das mais depravadas faces...


A Procriação

se confunde com

A Serpente

que Tu És,

Lilith,

Sei desta Verdade

porque estou Nela

como todos estão...


A Fera

chamando

outra

Fera...


Feras

chamando

outras

Feras...


Feras

próximas

a outras

Feras...


Feras

ativas

diante

de outras

ativas

Feras...


Feras...


E Feras...


E mais Feras!


Humanidade,

sob uma falsa capa

de civilidade

somos apenas Feras

fodendo com

outras Feras

desde a primeira

humana família

a formar-se!


E que bom,

Lilith,

que assim seja

esta Verdade,

já que civilizada

a Humanidade jamais teria

a ciência de tornar

a Sua Eterna Ferocidade

uma maravilha que multiplica

todas as Feras através das Eras.


Homo eroticus,

Capitalismo De Feras.


Inominável Ser

UMA FERA

ENTRE

AS VOSSAS

HUMANAS FERAS

LILITH









Os Degraus Da Mais Graciosa Intensa Penetração


Em leitos vários

há degraus

que apenas pisados

devem ser

pelos que não temam

chegar ao patamar

do Esquerdo Encontro

Carnal


Sexuais doutrinas

não decifram

ads camadas de

ensinamentos ditos

de tais degraus

que apenas silenciosos

podem marchar


Sexo nasce neles

como as rameiras

das esquinas humanas

que se oferecem

pelas noites mundanas

quais mercadorias

que A Serpentina Forma

abençoa


Das prostitutas às santas

os degraus todos são

uma lição de carnal retidão

e suas aulas todas atuam

na situação permamente

da razão entre coxas pernas

bucetas paus cus

bocas seios e mãos


De uma Santa chamada Serpente

Da Santa Serpente Lilith que prima

pelas orações ditadas em uníssono

a cada degrau

advém uma chama de

Sagrada Eterna Carne

a nos ensinar a subir

por cada um sem cair


A Escada

De

Lilith


Íncubos

E

Súcubos

a cada degrau


Sade

e

Sacher-Masoch

a cada degrau


Byron

e

Baudelaire

a cada degrau


Calígula

e

Casanova

a cada degrau


Lucrécia

e

Margot

a cada degrau


Naomi Russell

e

Sara Jay

a cada degrau


Sodoma

e

Gomorra

a cada degrau


Bordéis

e

conventos

a cada degrau


Presídios

e

quartéis

a cada degrau


Quartos

e

becos

a cada degrau


Hotéis

e

motéis

a cada degrau


Bang Bros

e

Porn Pros

a cada degrau


Cabaças

e

sêmen

a cada degrau


Paixões

e

perdições

a cada degrau


Eu

e

mais Eus

a cada degrau


Tu

Lilith

e

toda a Humanidade

a cada degrau


Inominável Ser

A CADA DEGRAU

DA ESCADA

DE LILITH