segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Passos Nascentes De Um Ascendente Oceano


Não temo nadar em um Antigo Oceano... Quem aqui está a comigo nadar? Não tremo ao nadar em um Antigo Oceano... Quem aqui estará ainda a comigo nadar? Não temo a tempestade furiosa no Antigo Oceano... Quem aqui esteve agora a comigo nadar? Há muito que eu nado no Novo Oceano... Uma onda me pega... Duas ondas me acalmam... Três ondas me aguardam... Nenhuma onda me alivia... Escapes fúteis, escapes válidos, tudo se torna um escape neste Novo Oceano... Esta época não é a minha época... Estes anos não são os meus anos... Tenho saudades, Lilith, do Antigo Oceano... Tenho saudades, Lilith, das antigas ondas que me aliviavam... Elas eram muitas... Elas eram todas...



Nado

agora

e

me

afogo.


Quem

Não Se

Afoga,

Inominável Amado?”


Nado

simples

e

mui

amargo.


Quem

Não Se

Amargura,

Inominável Amado?”


Nado

desconfiado

e

mui

quebrado.


Quem

Não Está

Quebrado,

Inominável Amado?”


Persegui

algum

tubarão

que

não

devia?


Olhai

Para Os Tubarões

Sendo Mortos,

Inominável Amado...”


Pesquei

algum

peixe

que

não

devia?


Olhai

Para Os Peixes

Sendo Queimados,

Inominável Amado...”


Ofendi

alguma

Deusa

ou

Deus

Marítimo?


Olhai

Para Os Deuses

Sendo Esquecidos,

Inominável Amado...”


Como

melhor

nadar

agora,

Lilith?


Olhai

Meus Passos

Sobre O Oceano,

Inominável Amado...”


Tu

Caminhas

Sobre

As

Águas...


As Águas

Do Antigo

Oceano,

Inominável Amado...”


Quero

Caminhar

Sobre

Antigas

Águas...


Molhes

Vossos Pés

Em Meu Oceano,

Inominável Amado...”


Vossas

Pegadas

Nas

Antigas

Águas...


Sou Aquela

Que Jamais Deixou

De Ser Eterna Onda,

Inominável Amado...”


Por

isso

em

Ti

nado,,,


Por Isso,

Em Ti

Eu Caminho,

Inominável Amado...”


Agradeço-Te

Por

Vossos

Passos,

Lilith...


Agracio-Te

Com O

Meu Oceano,

Inominável Amado...”


Inominável Ser

NO

OCEANO

DE

LILITH







Nenhum comentário: