segunda-feira, 22 de março de 2010

Desejos Não Ficam Contidos Em Vasos De Cristal


Muito dedico

aos prazeres,

Lilith,

principalmente

daqueles tipos

de prazeres

danados,

estertores

e estupradores

da consciência carnal

entre os lençóis

mais molhados...


Sou

diferente?


Sou

anormal?


Diferente

por gostar

de cada cheiro

Vosso?


Por gostar

do cheiro

de mijo

na Tua

buceta?


Por gostar

do cheiro

de merda

no Teu

cu?


Por gostar

do cheiro

do suor

de Teu

corpo?


Gosto,

sou diferente,

sou anormal,

gosto de tudo

que muitos humanos,

mortais homens

que apenas

fodem as suas

mulheres,

rejeitam...


Gosto,

gosto,

Lilith,

do diferente,

do anormal,

como quando

Tu sangras

a partir da Tua

buceta

e eu ajoelhado

recebendo tudo

em minha ardente

garganta

de lúbrico tarado

hipnotizado...


Gratificante,

A Volúpia.


Glorificante,

A Volúpia.


Grandiloquente,

A Volúpia.


Bonecas de barro

quebram,

os prazeres são

inquebráveis,

ficam libertos

entre aqueles

lençóis

lá em Vosso

Grande Deserto.


E aqui,

bem aqui dentro,

deste tarado

inominável!


Inominável Ser

LIBERTANDO

SEUS PRAZERES

EM SEU

GRANDE DESERTO

COM LILITH









Nenhum comentário: