segunda-feira, 22 de março de 2010

A Taça Do Sangue Sagrado Vertido Na Primeira Foda Da Criação


As Gerações

Dos Mundos

Ainda Não Existiam

E A Razão Ordenava

A Existência

Do Amor Ao Espírito

Que Se Movia

Pelas Profundas Águas.


Uma Deusa

E Um Deus

Se Amaram,

Então,

Havia Janelas Abertas

E Olhos Vigiavam

As Frutas Nascidas

Da Primeira União.


Lilith,

A Deusa,

A Primeira Mulher,

E Adam,

O Deus,

O Primeiro Homem,

Como,

Então,

Nomeados Foram

Pelos Homens

E Mulheres

Da Contemporânea

Terrestre Nação.


Lilith,

Soberba

E Altiva,

Deixou-Se Encobrir

Por Adam,

Uma Vez,

A Primeira Vez,

A Primeira Foda

Do Primeiro Homem

Com

A Primeira Mulher.


Lilith,

Ainda Virgem,

Sangrou,

O Sangue Dela

Correu Pelo Kosmos,

Perdeu-Se Pelas

Brumas Dos Tempos

E As Glórias

De Todas As

Negras Luas

Foram,

Deste Modo,

Inseridas Na

História Universal.


Lilith,

Oculta Aos Olhos

Dos Que

Acima Se Encontravam

Dela

E De Adam,

Não Oculta

Aos Olhos Da

Unidade,

Em Uma Taça Guardou

Um Pouco

Do Primeiro Sangue

Que Na Criação

Verteu

Ao Foder

Pela Primeira Vez.


Lilith,

Como Narram

As Histórias

Dos Mundos

Da Criação Atual,

Retirou-Se Do

Alto,

Fora Ficou

Do Uno Ato,

Mas,

Não Foi Esquecida

Por Adam,

Por Aqueles Que

Estavam

Acima Dela

E Pela Própria

Unidade,

A Consciência

Da Universalidade.


Lilith,

No Grande Deserto,

Tornou-Se Mãe

Do Rubro Horizonte,

Do Abismo

Aos Infernos

E Outros Reinos

E Impérios

Da Escuridão

Em Matrimônio

Com A Luminosidade,

Fazendo-Se Amante

De Todos Os Demais

Caídos

Da Perfeita

Unidade.


Lilith

Ainda Guarda

Aquela Taça,

A Taça Da

Voluptuosidade,

Cujo Sangue

Não Termina

E Vai Sendo Vertido

Nas Almas

De Seus Filhos

Pela Eternidade.


Lilith

Derrama Em Minha

Inominável Alma

O Primeiro Sangue

Que Ela Verteu

Ao Foder Pela

Primeira Vez

Diante Dos Olhos

Da Eternidade.


O Sangue Da Taça

Da

Voluptuosidade,

A Eterna Volúpia.


O Sangue

Da Primeira Deusa

Na Taça Da

Voluptuosidade,

A Eterna Volúpia.


O Sangue

Da Primeira Mulher

E Mãe De Todas

As Mulheres E Homens

Que Pela Eternidade

Foderão E Foderão,

A Eterna Volúpia.


Lilith,

Servindo Em Meus

Lábios,

Servindo Nos Lábios

De Todos

Os Seus Filhos,

O Sangue Da Eterna

Volúpia

Seduzindo A

Eternidade.


Inominável Ser

BEBENDO

DA ETERNA VOLÚPIA

DO PRIMEIRO SANGUE

VERTIDO NA CRIAÇÃO

POR LILITH









Nenhum comentário: