segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Serpentina Medusa, Me Dilacere, Me Dilacere, Me Dilacere!

 

Medusa - Erik Jones 

 

Dilacere...

Dilacere...

Me Dilacere!

Vossos cabelos,

Vossos tentáculos,

me arrastando,

me consumindo...

Me Dilacere!

Vossos olhos,

Vossa boca,

as serpentes em Ti

me arruinando,

me dando prazeres

caóticos anormais...

Me Dilacere!

Lilith,

Medusa,

me transforme no

trapo preferível

do Vosso Palácio,

chute-me,

bata em meu

coração,

coma meu

coração,

eu gosto,

eu quero,

eu muito quero...

Me Dilacere!

Medusa,

Lilith,

que a minha pica,

com o olhar

de Vosso cu,

transforme-se em

uma pedra,

perfurante pedra,

indo bem fundo,

chegando

ao vosso útero,

crescendo mais,

crescendo mais,

crescendo mais...

Me Dilacere!

Lilith,

Medusa,

que dentro de Ti

minha pica

cresça mais,

chegue aos

Vossos pulmões,

perfure o

Vosso coração,

saia pela Tua

boca

e um misto de

sangue

e esperma

seja jorrado

nas faces dos

vermes inúteis

da religiosidade

e da moralidade

que Te negam

como A Mãe

do cu de cada

um deles...

Me Dilacere!

Medusa Lilith,

me transforme

assim,

em um escravo,

em uma chama,

em uma lama,

ressuscitando-me

a cada orgasmo

na penetração

que repouse

na maior busca

por um prazer

que não erre

seu alvo...

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Medusa Lilith,

um espelho

para nós...

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Medusa Lilith,

reflita-me

no espelho...

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Medusa Lilith,

reflita no espelho

a dilaceração

d'alma minha

através do saciar

da fome

de infinitas serpentes

que me reerguam

da Foz Da Temeridade

E Da Impotência

Existenciais!

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Me Dilacere!

Inominável Ser

PEDINDO

PARA SER

DILACERADO

PELA MEDUSA

LILITH

 

Technorati Marcas:

Nenhum comentário: