sábado, 8 de outubro de 2011

Manejando O Que Poderosamente Pulsa


Inútil negar a fome que rompe toda a carnal sanidade, toda esta tentativa vã de conter o animal sexual que somos a todo momento! É inútil! É inútil! É inútil! Como conter toda explosão em nossa carne? Como conter todo furacão em nossa carne? Como conter todo tsunami em nossa carne? Como conter todo terremoto em nossa carne? Como conter toda tempestade de fogo em nossa carne? Como conter todo bombardeio em nossa carne? Como conter todo tiroteio em nossa carne? São hipócritas os que se dizem controladores ostensivos e intensivos de sua carne, negadores, exímios negadores, do poder que a Natureza dá a todo ser para que este seja o que ele tem que naturalmente ser! As nossas noites são mais vivas quando nossas carnes são apreciadas e apreciam outra carne... Os nossos dias são mais vivos quanto nossas carnes tocam e são tocadas por outras carnes... Não há mais desespero e nem a solidão arenosa dos dias e das noites sem as carnais trocas... Ah, como conheço tal solidão arenosa, Lilith, quando estão tão, tão, TÃO longe da Senhora! É muito Poder... É muito Poderoso... Algo que apenas Tu podes Manejar!



Dias,

noites

e O Poder

que resume

e assume

nosso Ser

furiosamente

vem...


Chove,

faz sol

e O Poder

que vocifera

e grita

em nosso Ser

furiosamente

fica...


Amanhece,

escurece

e O Poder

que vomita

e se rebela

em nosso Ser

furiosamente

rosna...


Poder

que leva ao desejo

da buceta

mais cabeluda,

do cu

mais cheiroso,

da pica

mais dura!


Poder

que leva ao desejo

da chupada

mais bem dada,

da penetração

mais firme,

da foda

mais foda!


Poder

a mover

o pau dentro

da buceta,

o pau dentro

do cu,

o pau dentro

da boca!


Poder

a mexer

os quadris

da vagabunda,

as tetas

da piranha,

os lábios

da vadia!


Poder

a mexer

os quadris

do devasso,

a pica

do pervertido,

os lábios

do enrustido!


Poder

que age

nos lábios

do assumido,

nos lábios

da assumida,

nos lábios

dos indecisos!


Poder

do amor

entre

homens,

entre

mulheres,

entre

homens e mulheres!


Poder

do calor

no motel,

em casa,

no mato,

no escritório,

no jardim,

na praia!


Poder

passado de

pai para

filho,

pais

fodedores,

filhos

fodedores!


Poder,

Lilith,

O PODER QUE

TU ÉS,

amicíssimo

de tudo que é

hetero, homo

e bi!


O PODER,

LILITH,

QUE TU ÉS:

EQUILIBRANTE

DE TUDO

QUE SE TEM

ENTRE

AS PERNAS!!!


Inominável Ser

HETERO

EQUILIBRADO

POR

LILITH

Nenhum comentário: