terça-feira, 4 de outubro de 2011

Manejando Todo Laço A Predominar


É muito antigo e elementar este momento... Muito conhecido pelo ferimento que trago em minhas eternas memórias... Enredei por vários caminhos... Situei-me em várias histórias, variações de minhas terrenas vitórias e derrotas... Assassino agora crenças vãs e fanatismos e sinto A Presença Tua, Grande Força Da Vida? Quem mais poderia ser A Senhora Dominante de toda humana carne? Quem mais poderia orientar um poeta como eu que percorre todas as carnais estradas em busca da própria Espiritualidade? Quem, além da Senhora, Lilith Poetisa Da Carnal Aurora, poderia ser Aquela que maneja toda a história dos corpos nos lençóis das humanas moradas? Não vou fugir de Ti! Não vou negar-Te! Não vou renegar-Te! Última E Primeira Carnal Verdade, devoto-me a poeticamente tocar-Te!



A minha devoção

não é como

as devoções religiosas,

pois até mesmo Satan

é religioso

e nem todo religioso

conhecerá

A Unidade.


A minha devoção

não é cega,

enxergo Tua influência,

Lilith,

naturalmente,

Tu não és O Mal,

eu não Te Vejo assim.


A minha devoção

não é tola,

Tu estás

em cada músculo

de minha pica,

assim como nos nervos

da buceta da minha

Serpentina Mulher.


Conheço Vosso

Manejar,

é um estranho e secreto

sibilar,

sibilar nascido da

mais antigo Poder

da Terra:

O Poder De Copular.


Vosso Manejar,

sob vários nomes,

sob várias máscaras,

em vários templos,

em várias salas,

sedutora motriz das Coisas

Verdadeiramente

Sagradas.


Laços assim não

se quebram,

um Poder assim

não se esvai,

não erro

e não vacilo

ao reconhecer-Te

O Trono Mais Elementar.


Lilith,

Manejadora,

Matriarca Da Procriação,

Divina E Profunda

Mãe Da Carne,

é como um poeta

que reconheço

as Vossas Propriedades.


Nada de religião,

nada de ritos,

nada de sacrifícios,

Tu não precisas

de tanto lixo ridículo,

Tu,

Lilith ou Sexo,

tudo É nos lençóis.


Inominável Ser

EM UM LAÇO

COM

LILITH

Nenhum comentário: