segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Eu Jogo, Tu Jogas, Nós Jogamos, Todos Jogam E Jogando Gozamos!



O Seis De Moedas...

Eu Sibilo.

O Cinco De Moedas...

Eu Sibilo.

O Quatro De Moedas...

Eu Sibilo.

O Três De Moedas...

Eu Sibilo.

O Dois De Moedas...

Eu Sibilo...

O Ás De Moedas...

Eu Sibilo.

Sibilo Jogando
Meu Jogo De Cartas,
O Meu Eterno
Tarot Sagrado,
O Meu Único
Tarot Secreto.

Sou Jogadora,
Afugento Os Maus
Jogadores,
Os Perdedores,
Aqueles Que Não Sabem
Jogar Bem
No Jogo Das Vidas.

Eu Sigo Jogando,
Lambendo Meus Beiços,
Chupando Meus Dedos,
Sendo Lambida
E Chupada
Por Cada Um De Vós,
Vós Mesmos,
Leitores Das Minhas
Cartas,
Cartomantes Do Meu
Tarot!

Meus Lances Guiam
Vossos Destinos,
Destinos Que Cospem
Na Cruz,
Nas Ovelhas
E Nos Cabritinhos
E Cabritinhas
Das Igrejas!

Minhas Lâminas Estão
Em Vossas Ciganas
Mãos,
Mãos Desestabilizadoras
Da Moral,
Da Repressão Sexual,
Da Prisão Religiosa
E Da Opressão Dos Princípios
Daqueles Que Negam
A Carne
No Espirito
E O Espírito
Na Carne!

Eu Corto As Cartas,
Entrelaço Todas,
Cada Arcano Avisa,
Cada Arcano Ensina,
Cada Arcano Ataca
Os Inimigos Da Carne,
Carne É Vida,
Carne É Prazer,
Carne É Amor,
Carne É O Alicerce
Da Humana Divindade!

Como Aquele Cordeiro
Que Me Negou,
Morreu Na Cruz
E Pensa Que Me Venceu,
Digo-Lhes,
Seres Humanos,
Vós Sois Deuses,
Deuses De Vossos Universos
E De Vossos Prazeres
Jogando Vossos Jogos
De Cartas
Dentro Do Meu Jogo
De Cartas!

Criem Vossos Arcanos,
Humanos!

Desenhem Nas Frontes
Meus Arcanos,
Humanos!

Consagrem A Mim
Vossos Arcanos,
Humanos!

Deitem-Se Com Os Meus
Arcanos,
Humanos!

Joguem,
Mulheres E Homens,
Joguem 
Vossos  Jogos,
Joguem
Meu Jogo!

Eu Me Dou A Vós
Como Arcano
Para Lobos,
Matem As Ovelhas
Que Vós
Sois,
Matem As Ovelhas
Que Os Negadores
Da Carne
São!

Lobas,
Joguem O Jogo
De Lilith!

Lobos,
Joguem O Jogo
De Lilith!

E Atirem 
A Primeira Calcinha
E A Primeira Cueca
Aqueles Que Nunca
Jogaram
O Eterno Jogo
Que Eu,
Lilith,
Continuamente
Desenvolvo
Em Vossas Mais
Íntimas Partes!

Joguem Comigo!

Joguem!

E Rasguem 
As Cartas
Da Decência,
Da Virgindade,
Da Infértil Religiosidade
E Da
Impiedosa Moralidade!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Decentes!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Virgens!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Religiosos!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Moralistas!

Bem-Vindos 
Sejam
Ao Meu Tabuleiro
Os Devassos
E Os Pervertidos
E Os Libertinos
De Toda Sorte
De Carne!

E Que Todos Vençam
Os Piores Espécimes
Dentre Os Da
Vossa Humanidade!

A Sorte Sibila!

Sibila A Sorte!

Joguem E Joguem E JOGUEM!

Inominável Ser
LILITH






No Tabuleiro De Doze Dízimos



Sibila O Quatro De Taças...

Estacionada A Carruagem
Da
Serpente Irradiante
Nos 
Portões Dos Devassos.

Sibila O Três De Taças...

Operada A Alquimia
Que
Transforma Visões
Nos 
Leitos Dos Insaciáveis.

Sibila O Dois De Taças...

Lida A Mensagem
Para
Todos Os Adeptos
Do
Caminho Do Sexo.

Sibila O Ás De Taças...

Fortificado O Assentamento
Na
Mesa Dos Prazeres
Da
Mansão Dos Gozos.

Sibila O Rei De Moedas...

O Naipe De Cartas
Que
São Dadas Aos Libertinos
Ocupa
Todo Tabuleiro Gozado.

Sibila A Rainha De Moedas...

Todas As Belezas
Que
Ficam Dispostas No Deserto
Visitam
Os Leitos Onde Há Foda.

Sibila O Cavaleiro De Moedas...

As Habilidades Que Fazem
Notórios
Reis E Rainhas Do Sexo
Alcançam
Novos Súditos Das Safadezas.

Sibila O Pajem De Moedas...

Os Realizadores Sonhadores
Fazem
Castelos Sorridentes
Com
Orgasmos Multiplicadores.

Sibila O Dez De Moedas...

Os Que Vivem Fodendo
Livres
Da Moralidade Atrasante
Recebem
Aqueles Beijos Incendiantes.

Sibila O Nove De Moedas...

A Tranquilidade Final
Dos 
Livremente Sexuados
Encontra
A Tranquilidade Sibilante.

Sibila O Oito De Moedas...

Os Resultados Mais
Mágicos
Do Carnalizado Ritual
Engrandece
A Mulher De Todo Casal.

Sibila O Sete De Moedas...

O Progresso Orgiástico
No
Cósmico Tantra Primal
Revela
A Senhora Do Gozo Divinal.

Sibila Lilith...

E O Sexto Jogo
Continua
A Sibilar
Nos 
Tabuleiros Carnais.

Inominável Ser
JOGADOR
DO SEXTO JOGO
DE LILITH


No Tabuleiro De Doze Escadas



Sibila O Dois De Bastões...

A Divisora Das Cósmicas Águas
Da
Libertinagem Gloriosa
Faz
Cair Os Obstáculos Existenciais.

Sibila O Ás De Bastões...

A Fertilizadora Mão Da Vida
Que
Centraliza As Florestas Carnais
Principia
Prosperidades Iniciais.

Sibila O Rei De Taças...

A Revestida Com A Ostentação
Que
Quebra As Taças Das Humilhações
Incentiva
A Violência Das Paixões.

Sibila A Rainha De Taças...

A Portadora Da Espada Serpentina
De
Nove Gumes Infinitos
Recepciona
Os Reis Da Obscuridade.

Sibila O Cavaleiro De Taças...

A Bebedora Da Grande Taça
Do
Embriagante Vinho Venerável
Compõe
As Melhores Músicas Da Eternidade.

Sibila O Pajem De Taças...

A Desobediente Ordenadora
Das
Legiões Obedientes Ao Seu Veneno
Mede
A Extensão Do Solo Circular.

Sibila O Dez De Taças...

A Beneficiadora Atuante
No
Conselho Da Paz Carnal
Revigora
Seus Cansados Feridos Filhos.

Sibila O Nove De Taças...

A Incondicionadora Notável
Do
Espaço Da Verdade Carnal
Responde 
Pelo Nome De Impudico Ser.

Sibila O Oito De Taças...

A Mãe Dos Abandonos
Do
Enredo Superficial Do Existir
Emite
O Grito Libertário Inicial.

Sibila O Sete De Taças...

A Destruidora Das Infantis Ilusões
Atende
Aos Chamados Dos Suplicantes
Com Poesia Infinda.

Sibila O Seis De Taças...

A Demasiada Feliz Consorte
Da
Família Dos Verdadeiros Fortes
Valoriza
Aqueles Que Comem Seus Frutos.

Sibila O Cinco De Taças...

A Definitiva Esperança
Dos
Mortos Na Efemeridade
Não
Deixa De Atendê-Los Nunca.

Sibila Lilith... 

E O Quinto Jogo
Continua
A Completar-Se
Nos
Tabuleiros Carnais.

Inominável Ser
JOGADOR
DO QUINTO JOGO
DE LILITH
 


No Tabuleiro De Doze Rodeios



Sibila O Rei De Bastões...

E A Leal Ocupante
Do
Trono Do Poder Sexual
Rusticamente
Assina Livros Carnais.

Sibila A Rainha De Bastões...

E A Laboriosa Consulente
Do
Livro Do Destino Cósmico
Atrai
O Vigor Eternal.

Sibila O Cavaleiro De Bastões...

E A Permanente Montanhista
Da
Montanha Das Eras
Projeta-Se
No Infinito Cósmico.

Sibila O Pajem De Bastões...

E A Pura Jovem Eterna
De
Todas As Eternas Aparências
Sinceramente
Beija Almas Por Igual.

Sibila O Dez De Bastões...

E A Primordial Missionária
Da
Integral Afronta Ao Menor
Age
A Favor Da Sábia Sombra Verbal.

Sibila O Nove De Bastões...

E A Apresentadora Semigual
Do
Grande Teatro Sexual
Demarca
Sua Passagem Pelos Umbrais.

Sibila O Oito De Bastões...

E A Ativa Viajante
Pelos
Campos Revitalizantes
Marcha
Contra Fachos Vacilantes.

Sibila O Sete De Bastões...

E A Absoluta Honesta
Natural
Manifestante De Rotas
Posiciona-Se
À Entrada Do Templo Imaterial.

Sibila O Seis De Bastões...

E A Dedicada Remodeladora
Do
Espaço Carnal
Possibilita
O Alcance Do Ardor Real.

Sibila O Cinco De Bastões...

E A Estimulante Promotora
De
Prazeres Acima Do Preenchido
Dedica-Se
Ao Matrimônio Ideal.

Sibila O Quatro De Bastões...

E A Amiga Das Tempestades
Que
Caem Nos Palácios Dos Ares
Tranquiliza
Os Brutais Com Seu Amor.

Sibila O Três De Bastões...

E A Sagaz Empreendedora
Da
Obra Revolucionária Total
Consagra-Se
Abrindo As Caixas Da Liberdade.

Sibila Lilith...

E O Quarto Jogo
Continua
A Fundamentar-Se
Nos
Tabuleiros Carnais.

Inominável Ser
JOGADOR
DO QUARTO JOGO
DE LILITH



No Tabuleiro De Doze Aulas




Sibila O Cavaleiro De Gládios...

E A Impetuosa Cavalgadora
Do
Dragão E Da Fênix
Exibe
Sua Exuberante Vulva.

Sibila O Pajem De Gládios...

E A Influente Acompanhante
Do 
Corvo E Da Coruja
Apoia-Se
Em Seu Oportuno Mundo.

Sibila O Dez De Gládios..

E A Dama Da Sorte
Que
Progride Com Os Cometas
Prsencia
Seu Eterno Tempo.

Sibila O Nove De Gládios...

E A Afirmadora Vitalizadora
Do
Amplo Poder Da Carne
Consulta
Seu Próprio Poder.

Sibila O Oito De Gládios...

E A Primeira Mensageira
Das
Carnais Verdades Maiores
Processa
Sua Própria Substância.

Sibila O Sete De Gládios...

E A Renovadora Mãe
Das
Aspirações Libertárias
Traça
Seus Planos Selvagens.

Sibila O Seis De Gládios...

E A Construtora Envolvente
Da
Rota Dos Novos Mares
Anuncia
Seu Esquema De Oceanos.

Sibila O Cinco De Gládios...

E A Solícita Merecedora
Da
Coroa De Cósmicas Flores
Penteia
Seus Cabelos Brilhantes.

Sibila O Quatro De Gládios...

E A Vertiginosa Curadora
De
Doenças Existenciais
Precipita
Suas Vozes Abismais.

Sibila O Três De Gládios...

E A Negativa Ao Simples
E
Corriqueiramente Servil
Encontra
Seus Perdidos Tesouros.

Sibila O Dois De Gládios...

E A Harmonizadora Ideal
Do 
Animus E Anima Universal
Envolve
Seus Braços Com O Universal.

Sibila O Ás De Gládios...

E A Resplandecente Mão
Que
Empunha A Cósmica Flor
Espalha
Seu Suor Pelos Mundos.

Sibila Lilith...

E O Terceiro Jogo
Continua
A Objtivar-Se
Nos
Tabuleiros Carnais.

Inominável Ser
JOGADOR
DO TERCEIRO JOGO
DE LILITH