segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Eu Jogo, Tu Jogas, Nós Jogamos, Todos Jogam E Jogando Gozamos!



O Seis De Moedas...

Eu Sibilo.

O Cinco De Moedas...

Eu Sibilo.

O Quatro De Moedas...

Eu Sibilo.

O Três De Moedas...

Eu Sibilo.

O Dois De Moedas...

Eu Sibilo...

O Ás De Moedas...

Eu Sibilo.

Sibilo Jogando
Meu Jogo De Cartas,
O Meu Eterno
Tarot Sagrado,
O Meu Único
Tarot Secreto.

Sou Jogadora,
Afugento Os Maus
Jogadores,
Os Perdedores,
Aqueles Que Não Sabem
Jogar Bem
No Jogo Das Vidas.

Eu Sigo Jogando,
Lambendo Meus Beiços,
Chupando Meus Dedos,
Sendo Lambida
E Chupada
Por Cada Um De Vós,
Vós Mesmos,
Leitores Das Minhas
Cartas,
Cartomantes Do Meu
Tarot!

Meus Lances Guiam
Vossos Destinos,
Destinos Que Cospem
Na Cruz,
Nas Ovelhas
E Nos Cabritinhos
E Cabritinhas
Das Igrejas!

Minhas Lâminas Estão
Em Vossas Ciganas
Mãos,
Mãos Desestabilizadoras
Da Moral,
Da Repressão Sexual,
Da Prisão Religiosa
E Da Opressão Dos Princípios
Daqueles Que Negam
A Carne
No Espirito
E O Espírito
Na Carne!

Eu Corto As Cartas,
Entrelaço Todas,
Cada Arcano Avisa,
Cada Arcano Ensina,
Cada Arcano Ataca
Os Inimigos Da Carne,
Carne É Vida,
Carne É Prazer,
Carne É Amor,
Carne É O Alicerce
Da Humana Divindade!

Como Aquele Cordeiro
Que Me Negou,
Morreu Na Cruz
E Pensa Que Me Venceu,
Digo-Lhes,
Seres Humanos,
Vós Sois Deuses,
Deuses De Vossos Universos
E De Vossos Prazeres
Jogando Vossos Jogos
De Cartas
Dentro Do Meu Jogo
De Cartas!

Criem Vossos Arcanos,
Humanos!

Desenhem Nas Frontes
Meus Arcanos,
Humanos!

Consagrem A Mim
Vossos Arcanos,
Humanos!

Deitem-Se Com Os Meus
Arcanos,
Humanos!

Joguem,
Mulheres E Homens,
Joguem 
Vossos  Jogos,
Joguem
Meu Jogo!

Eu Me Dou A Vós
Como Arcano
Para Lobos,
Matem As Ovelhas
Que Vós
Sois,
Matem As Ovelhas
Que Os Negadores
Da Carne
São!

Lobas,
Joguem O Jogo
De Lilith!

Lobos,
Joguem O Jogo
De Lilith!

E Atirem 
A Primeira Calcinha
E A Primeira Cueca
Aqueles Que Nunca
Jogaram
O Eterno Jogo
Que Eu,
Lilith,
Continuamente
Desenvolvo
Em Vossas Mais
Íntimas Partes!

Joguem Comigo!

Joguem!

E Rasguem 
As Cartas
Da Decência,
Da Virgindade,
Da Infértil Religiosidade
E Da
Impiedosa Moralidade!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Decentes!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Virgens!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Religiosos!

Para Fora
Do Meu Tabuleiro
Os Moralistas!

Bem-Vindos 
Sejam
Ao Meu Tabuleiro
Os Devassos
E Os Pervertidos
E Os Libertinos
De Toda Sorte
De Carne!

E Que Todos Vençam
Os Piores Espécimes
Dentre Os Da
Vossa Humanidade!

A Sorte Sibila!

Sibila A Sorte!

Joguem E Joguem E JOGUEM!

Inominável Ser
LILITH






Nenhum comentário: