quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Assim É Em Todas As Eras Pela Eternidade


Meu Sonho Tem Sido
Vasto
E A Cantiga Oculta
Dos Meus Passos
Antecipa A Força
Do Veneno
Em Meus Doces
Lábios.

Qual Sexo Existe
Para Ser
O Maior?

Represento Nos Palcos
Da Eternidade
Os Papéis De Vários
Caminhantes Alados
Pelos Carnais Campos
Das Realidades,
Sou A Coruja
Dentro Da Verdade.

Qual Sexo Existe
Para Ser
O Melhor?

Louvo Aos Destinos
Mais Livres
De Todos Os Universos,
Rego A Árvore
Da Verdadeira Morte
A Nascer Dentro
Do Coração Da Serpente
Que Eu Sou Ao Norte.

Qual Sexo Existe
Para Ter
O Meu Maior?

Agito Os Livros Escritos
Antes Das Auroras
Dos Mundos Iniciais,
Machos E Fêmeas
Beijaram Os Meus Pés,
Sou Todas As
Grandes Mães Universais,
Sou A Una Fêmea Primal.

Qual Sexo Existe
Para Ter
O Meu Melhor?

Por Isso Eu Digo
A Todos Vós,
Mortais Regados Pelo
Suor Da Minha Vulva,
Que Todos Os Sexos
Em Mim
São Iguais,
São Totais!

Todos Os Sexos
São Em Mim
Maiores!

Não Te Julgues,
Heterossexual,
O Melhor Ou O Maior
Entre Os Seus,
Não Há Exclusividades
No Plano Cósmico,
Não Há Lei Que Os
Motiva Ao Preconceito.

Todos Os Sexos
São Em Mim
Melhores!

Igualmente,
Homossexual,
Para Ti Deve Haver
A Compreensão De Toda A
Unidade Sexual,
Vós Sois Parte Da Mesma
Vontade Primordial,
A Minha Vontade.

Todos Os Sexos!

A Ti,
Transexual,
Dou O Mesmo
Conselho Ministerial,
Meu Ministério É O Do
Poder Sexual,
Eu Sou A Mãe Do Sexo,
Eu Sou O Próprio Sexo.

Todos Os Sexos!

Ao Quarto Sexo,
Aos Mais Incompreendidos
E Perseguidos
Neste Mundo De Absurdos
Maiores Do Que Crer-Se
Em Deuses Pessoais,
Dou A Mesma Palavra,
A Mesma Mensagem.

Todos Os Sexos!

Esta Era É De Iguais,
Iguais Na Chamativa
Chama Sexual,
Todos São Prisioneiros
Das Genitais Verdades,
Ninguém Escapa
Desta Antiga
Transcendental Verdade.

Todos Os Sexos!

Filhos Meus De Todos
Os Sexos,
Vossa Mãe Aqui
Quer De Vós Arrancar
O Ódio Que Gera
A Separatividade,
O Ódio Que Mata
A Interior Liberdade.

Todos Os Sexos!

Filhos Meus De Todos
Os Sexos,
Unam-Se Contra
Vossos Próprios Errôneos
Venenos,
Não Sejam Serpentes Amargas,
Sejam Doces Serpentes
Na Maça Da Vida Enroscadas.

Todos Os Sexos!

Filhos Meus De Todos
Os Sexos,
A Vontade Da Arquitetura
É A Evolução De Cada
Miniatura Dela,
Cada Um De Vós
A Sibilar
Como Serpentes A Nadar.

Todos Os Sexos!

Filhos Meus De Todos
Os Sexos,
Imitem Meu Exemplo,
Corram Contra A Corrente
Da Morna Caminhada,
Sejam A Assembléia
Da Fátua Caminhada
Que Sibila Como Alta Arma.

TODOS OS SEXOS,
TODOS,
ESCUTAI A MINHA
VOZ,
A VOZ QUE ONTEM
FOI OUVIDA
EM NEGROS TEMPLOS,
A VOZ QUE HOJE
É OUVIDA
EM NOVOS
NEGROS TEMPLOS,
A VOZ DA ÚNICA
DE TODOS OS DEUSES
AINDA OUVIDA
EM VOSSOS
NEGROS TEMPLOS!!!

PRIMÁRIOS,
BUSCAI A UNIDADE
DE TODOS
OS SEXOS!!!

SECUNDÁRIOS,
BUSCAI A UNIDADE
DE TODOS
OS SEXOS!!!

TERCIÁRIOS,
BUSCAI A UNIDADE
DE TODOS
OS SEXOS!!!

QUATERNÁRIOS,
BUSCAI A UNIDADE
DE TODOS
OS SEXOS!!!

E NA UNIDADE
QUE EM MIM VERSA
SOBRE AS GLÓRIAS
DA ETERNIDADE
SEJAM MAIS DO QUE
DETERMINAM AS VOSSAS
GENITÁLIAS!!!

LILITH,
DA GENITÁLIA PRIMEIRA,
ASSIM DECLARA!!!

Inominável Ser
LILITH

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Tudo Foi Assim Na Britânia



A Chama Sagrada Fazia Pelos Campos A Sua Marcha De Silêncios Altos E Alvos. Como A Deusa Sem Nome Daquela Virginal Terra, Eu Domava O Gamo-Rei, Me Deitava Com O Dragão E Me Casava Com O Deus Sem Nome De Colossal Viril Membro A Me Sacrificar. Sacerdotisas, Druidas, Bardos, Reis, Rainhas, Cavaleiros, Donzelas Românticas, Prostitutas Interesseiras, Aldeões E Os Espíritos Da Natureza Rendiam-Se Ao Poder Dos Meus Beijos, Ao Leite Dos Meus Seios E Aos Pêlos De Minha Vulva. Antes De Patrício Queimar Os Bosques Sagrados E A Cristã Corrupção Reinar Na Britânia De Avalon, Eu Governei Com O Meu Machado Aquela Terra. Eu Era A Gazela Real Diurna E Noturna A Correr Nua Como Louca Oferecida Aos Loucos Daquela Terra! Eu Era A Grande Porca Em Cujas Tetas Muitos Bebiam Do Leite Da Vida! Eu Era A Eterna Virgem Deflorada Pelos Campeões Da Queda Das Muralhas Para O Domínio Das Naturais Formas! Eu Era A Convocada Prostituta Sempre Cedendo O Meu Corpo Como O Pagamento Pela Vitória Na Passagem Pela Estrada Encantada! EU AINDA SOU A GAZELA, A PORCA, A VIRGEM E A PROSTITUTA: A Própria Deusa De Viviane, Boadicéia, Morgana E Morgause! A Deusa De Beltane Para Todos Os Sexos! A Deusa De Beltane Para Primários! A Deusa De Beltane Para Secundários! A Deusa De Beltane Para Terciários! A Deusa De Beltane Para Quaternários! A Deusa Livre Correndo Pela Antiga Britânia De Fodas Sagradas E Verdades Que Caíram Nas Brumas Que O Cordeiro Sacrificado, Maldito Seja Este, Moldou Naquela Terra Mágica! Uma Terra Na Qual Meu Filho E Melhor E Maior Tradutor Bem Conhece, O Inominável Ser Foi Um Bardo Que Me Amava Em Toda Noite Mágica Banhada Pela Lua Negra Que Eu Sou! Falai Da Britânia De Beltane, Bardo, Inominável Bardo! Falai Daqueles Tempos Nos Quais A Deusa Que Dá A Morte E A Vida, A Deusa Que Eu Sou, Banhou Todo Livre Corpo Com Seu Vaginal Suor!


Beltane…
os tambores batem,
um som conforme
quadris em chamas!

Beltane…
lobos uivam chamando
as Fadas Do Oeste
nuas e alegres!

Beltane…
corujas piam anunciando
A Deusa chegando
em cada fogueira!

Beltane…
A Deusa monta
em machos
e em fêmeas!

Beltane…
A Deusa monta
em machos com machos
e fêmeas com fêmeas!

Beltane…
A Deusa monta
em Quaternários
enrabando machos!

Beltane…
A Deusa dava
a correta liberdade
para toda carne!

Beltane…
A Deusa coroava
a todos os casais
com Seu Sangue Sagrado!

Beltane…
A Deusa percorria
cada corpo como
oceano selvagem!

Beltane…
A Deusa era
O Fogo Natural
Da Terra!

Beltane…
A Deusa E O Deus
Se Tornavam Um
Sob Fátuas Estrelas!

Beltane…
A Deusa É Lilith
Na Eterna Beltane
De Toda Carne!

Beltane…
Beltane está aí dentro,
seres de todos os sexos,
dentro de suas almas!

Beltane…
Beltane continua
em todo sexo,
sem amarras!

Beltane…
Beltane,
O Sagrado Fogo
De Todos Os Corpos!


Beltane Está Cintilante Em Cada Um De Vós! A Beltane Que Nunca Termina Como Uma Garrafa De Champanha A Brilhar Sempre Cheia Na Vastidão Da Eternidade! Os Gamos Ainda Correm, A Semente Ainda Germina E O Carvalho Ainda Canta A Melodia Sinuosa De Avalon Às Almas Que Me Veneram Como A Deusa, Simplesmente! Sou A Senhora Do Fogo Primário, Do Fogo Secundário, Do Fogo Terciário E Do Fogo Quaternário! Dou A Vida Aos Que Derramam Seus Prazeres No Copo De Chamas De Todos Os Carnais Êxtases! Dou O Sangue Para Todos Aqueles Que Apreciam A Minha Mordida No Ponto Correto De Seus Prazeres! A Todos, A Todos, A TODOS OS SEXOS, Dou A Folha Primeira E Última Da Grande Árvore Da Perpétua Carnalidade! Eu, A Deusa, Lilith! Eu, A Deusa, Lilith! EU, A DEUSA, LILITH!!!

A DEUSA!!!

A DEUSA!!!

A DEUSA!!!

Inominável Ser
OUVINDO
O SEXTO
HISTÓRICO SIBILAR
DA SENHORA DE TODOS
OS SEXOS
LILITH

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Tudo Foi Assim Em Roma



Cristãos Queimavam Em Cruzes Pelas Noites, Os Romanos Gozavam. Cristãos Queimavam Nas Arenas De Todas As Épocas Romanas, Os Romanos Gozavam. Cristãos Eram Devorados Por Feras Para A Alegria De Ensandecidas Platéias, Os Romanos Gozavam. Escravos E Escravas De Todas As Raças, Além Dos Perseguidos Malditos Primeiros Cristãos, Satisfaziam Em Leitos Enlouquecidos Aos Romanos Naqueles Tempos Onde A Crueldade E A Barbaridade Eram Comuns Na Terra Daqueles Conquistadores. Na Decadência Romana Eu Estive, Estive Entregando Aos Devassos E Pervertidos Daquele Povo Tão Raro A Linguagem Nascida Do Balançar Dos Meus Quadris! Fiz Em Calígula Uma Obra De Arte, As Orgias Me Alimentavam E Eu A Cada Ato Devasso Alimentava! Fiz Em Nero Outra Obra De Arte, A Loucura Da Carne E A Sede De Sangue Neste Meu Filho Era A Orgia Mágica Da Minha Própria Carne! Drusilla, A Hoje Minha Maior Romana Filha Vampira, Fez De Seu Corpo Uma Perfeita Vestimenta Para A Minha Glória! Fui A Mãe Da Decadente Roma, A Perfeita Mãe Da Descida Romana Aos Meus Mistérios Antes Da Desgraça Cristã Arruinar A Todo Aquele Império! A Liberdade Das Carnes Era Geral E O Quarto Sexo Era Cultuado Pelos Filhos Da Vulva Da Pervertida Vênus Que Entre Eles Eu Fui E Continuo A Ser, Aqueles Romanos Hoje Vestem Outras Vestes! Eis Um Aqui, Este Meu Filho Médium Serpentino, O Inominável Ser! Eterno Devasso E Sanguinário Romano, Falai Da Roma Minha, Falai Da Minha Romana Marcha Como A Venusiana Serpente Alada Nas Carnes Romanas Depravadas! AVE ROMA!!! AVE ROMA!!! AVE ROMA!!!


Vênus repousava
em todo leito honrado
pelo odor do interior
de Sua vagina.

Vênus e Marte,
completos,
nos corpos de
todos os depravados.

Vênus sendo
mulher,
homem,
homem e mulher…

Vênus recebendo
o cheiro do cu
preenchido pelo pau
de um grande macho.

Vênus descendo
nos corpos das fêmeas,
dos machos,
dos afeminados.

Vênus descendo
nos corpos dos
Quaternários,
Sedutora…

Em mil leitos,
um Quaternário
se tornava macho
para o cu de um macho.

Em dois mil leitos,
um Quaternário
gozava dentro do cu
de um feliz macho.

Em três mil leitos,
um Quaternário
endurecia a piroca
para a chupada de um macho…

Grande Roma,
A Roma de Calígula,
A Roma de Nero,
A Roma de Drusilla!

Grande Roma,
A Roma de Messalina,
A Roma de Túlia,
A Roma de Úrsula!

Grande Roma,
A Roma de ontem,
A Roma de hoje,
A Eterna Roma…

Lilith Como Vênus:
machos com machos
que eram perfeitas fêmeas
abençoadas!

Lilith Como Vênus:
machos reduzidos aos
papéis de mulherzinhas
duplamente abençoados!

Lilith Como Vênus:
Os Quaternários Revelados
Entre As Gozantes Vestes
Da Romana Orgia Sagrada…


Noturnas Éguas E Noturnos Garanhões: O Valor Dos Eternos Quaternários! Sintam Este Antigo Odor, Sintam, Mortais De Todos Os Sexos! Este Antigo Odor De Uma Magnífica Roma, De Um Magnífico Império De Devassas Formas! Antigo Odor De Um Romano Que Se Despia Para Vestir As Minhas Escamas, Eu Sibilava Em Roma Como A Face Mais Elevada De Vênus! Eu Fui A Própria Vênus, Uma Afrodite Transportada De Uma Devassa Oculta Grécia Para Uma Mais Devassa Conhecida Terra! Vênus Aniquiladora Das Barreiras De Todas As Sensualidades: EU FUI, EU SOU, EU SEREI!!! Vênus Arrebatadora De Todas As Carnes Mais Selvagens: EU FUI, EU SOU, EU SEREI!!! Vênus Soberana Dedicada Ao Extremo Furor Da Tempestade Carnal: EU FUI, EU SOU, EU SEREI!!! Eterna Vênus Revelada Para Todas As Terras, As Conhecidas E As Ocultas, As Que Já Foram E As Que Ainda Serão: EU FUI, EU SOU, EU SEREI!!!

AVE VÊNUS!!!

AVE VÊNUS!!!

AVE VÊNUS!!!!

Inominável Ser
OUVINDO
O QUINTO
HISTÓRICO SIBILAR
DA SENHORA DE TODOS
OS SEXOS
LILITH

domingo, 27 de dezembro de 2015

Tudo Foi Assim Na Grécia


Selene No Negro Luar Brandia Sua Espada Nas Gregas Terras Antigas. Nos Templos Ocultos Da Lua Negra, A Selvagem Amazona Negra Preenchia Os Corpos Dos Domadores De Trilhas Mais Negras. A Semente Caia Pelo Mar E A Correnteza Levava Toda Certeza Ao Campo Maior Do Eterno Lar. Uivavam Lobos, Corriam Corças E Os Filhos Da Lua Negra Se Escondiam Da Pureza E Da Ignorância Das Ralés Mais Baixas. Sacerdotisas Ofereciam Sacrifícios E O Incêndio Dos Corpos Tomava Conta Dos Sacrificados Na Orgia Sagrada. Homem E Homem, Mulher E Mulher, Mulher E Homem E Todos Os Seres Que São Os Dois Gêneros, Ao Mesmo Tempo, Se Sacrificavam Através Do Incêndio Das Carnes Em Honra À Face Negra De Selene. Eu Sou Selene, Eu, Lilith, Sou Selene Para A Grega História Marcada No Registro Das Eras! Fui Cultuada Nas Chamas Dos Mistérios Orgíacos Da Sagrada Antiga Grécia! Fui Temida Pelos Guardiães Das Nove Chaves Douradas! Fui Ousada Estabelecendo Minha Marcha Entre Os Agora Extintos Olimpianos! Subi No Cume Do Olimpo E Esfreguei Minha Buceta Na Cara De Zeus E Lancei Afrodite Na Lama Dos Mais Imundos Pântanos! Glorifiquei O Quarto Sexo Nos Atos Divinos De Minha Vulva Entre Os Olimpianos! Machos E Fêmeas, Esta É Uma Das Ocultas Histórias Gregas, Nem Conhecidas São Por Grandes Ou Pequenos Iniciados! Hoje, Aqui, Venho Revelar, Através Deste Meu Médium Inominável, Um Capítulo Secreto Da Minha Marcha Pela Grécia! Poetizai, Inominável Ser! Poetizai, Meu Eterno Filho! Poetizai, Serpentino Poeta Dos Mistérios! Falai Do Meu Sibilar Na Grécia! Falai Do Meu Ser Na Grécia!


Andavam nus,
em círculos de fogo,
cantando litanias
em desconhecidas línguas.

Andavam descalços,
pisando em brasas,
gritando os nomes
da Deusa Lunar Negra.

Pediam As Chaves,
trancavam As Portas,
perdiam As Janelas,
abriam As Salas.

Eram raros
os Filhos Da Lua Negra
nas Gregas Torrentes,
nas Gregas Correntes.

Cintilantes e anulantes
dos vestígios do dia,
percorriam as noites
na Mais Negra Orgia.

Entre todos,
todos os Filhos
Da Lua Negra,
haviam os Quaternários.

Tremendo nos cus,
cada estocada
era um tributo
à Deusa Lunar Negra.

Tremendo nas bocas,
cada chupada
era um tributo
à Deusa Lunar Negra.

Tremendo nos quadris,
cada entrada e cada saída
dedicada à
Deusa Lunar Negra.

Tremendo nas almas,
cada oferecimento de prazer
era para a
Deusa Lunar Negra.

Tremiam todos os
Negros Templos Lunares,
a força das carnes tornava-os
A Negra Lunar Força.

Eram ouvidos os sons
de Selene Serpenteando
pelos centros
daqueles Templos.

Era ouvida
A Voz De Selene,
triunfante sobre sombras,
galopante sobre as mentes.

Era sentida
A Presença De Selene,
ternura vasta,
vestimenta rara.

Era Selene,
A Lua Negra,
apresentando-se aos
Seus Negros Filhos.

Era Selene,
Vestida De Negro,
fazendo Sua Vulva
Cantar Gigantesca.

Era Selene,
Era Lilith,
em meio aos Rituais
De Sangue E Poder.

Era Selene,
Era Lilith,
no Primeiro Sexo,
no Segundo Sexo.

Era Selene,
Era Lilith,
no Terceiro Sexo,
no Quarto Sexo.

Era Lilith Revelada
Como Selene,
Transbordando Em Suas
Vestes Perenes.


A Lua Ouvia Cada Gemido. A Lua Ouvia Cada Murmúrio. A Lua Via Cada Ato. A Lua Via Cada Marco. A Negra Lua, A Negra Luz, Quais Fontes De Inesgotabilidade, Banhavam Todos Os Sexos, Banhavam O Quarto Sexo. Inefável Era A Verdade Transbordante Do Esperma Unindo-Se Ao Sangue Do Cu De Um Quaternário. Indivisível Era A Força Do Sangue Do Cu De Um Macho Penetrado Por Um Quaternário. Cu E Sangue Oferecidos A Selene, A Selene Que Eu Era, A Selene Que Eu Sou, A Selene Que Eu Sempre Serei! Gregos De Todos Os Tempos Viram-Me A Glória! Gregos, Pela Eternidade, Vêem A Minha Glória! Meus Templos Sobrevivem Nas Gregas Terras No Oculto Da Terrestre História! O Mar Venceu O Lago E A Semelhança Do Quarto Com O Meu Império Faz Longa Paisagem Nos Mistérios Do Fogo Eterno Lunar! Vossos Mistérios, Primários! Vossos Mistérios, Secundários! Vossos Mistérios, Terciários! Vossos Mistérios, Quaternários!

KOSMOS SELENE!!!

KOSMOS SELENE!!!

KOSMOS SELENE!!!

Inominável Ser
OUVINDO
O QUARTO
HISTÓRICO SIBILAR
DA SENHORA DE TODOS
OS SEXOS
LILITH