terça-feira, 15 de março de 2016

Aridez Que Está A Nascer



A voz do vento
que chega
é árida como
deserto feroz…

Quem está assim
a aridamente
falar
em Grande Voz?

A voz do vento
que chega
é árida como
árvore desfolhada…

Quem está assim
a aridamente
sussurrar
em Grande Voz?

A voz do vento
que chega
assume aridez
a entorpecer-me…

Quem está assim
a aridamente
falar
em Grande Voz?

A voz do vento
que chega
é da aridez
mais embriagante…

Quem está assim
a arduamente
sussurrar
em Grande Voz?

A voz do vento
que chega
é A Primeira Aridez
Que É…

Quem está assim
a aridamente
falar?

Quem está assim
a aridamente
sussurrar?

Falar
e sussurrar
em Grande Voz?

“Eu,
A Serpente,
Assim
Falo,
Assim
Sussurro,
Pronunciando
O Impronunciável
Da Minha
Infinita
Aridez
Infinitamente
Pronunciável!”

Aridez
em meu corpo
a nascer.

Aridez
em minha mente
a nascer.

Aridez
no espírito que eu sou
a nascer.

Aridez
Nascente
a me fazer
Renascer.

Inominável Ser
RENASCENDO
A CADA FALA
E A CADA
SUSSURRO
DA
SERPENTE
LILITH




Nenhum comentário: