domingo, 6 de março de 2016

O Laço Que Mais Arrebata




Encaro
minha condição,
 aqui
nesta Vulva
onde Ela me diz
para aprender
a saber
melhor jogar
o meu esperma
longe,
bem longe,
muito
longe…

Analiso
minhas algemas,
são pesadas,
são arrasadoras,
são pelo solo
cheio de areia
arrastadas…

Meço
o alcance dos
meus anos
aqui como um
prisioneiro,
pena
que começou
ontem,
pena
que continua
hoje,
pena
que acabará

NUNCA!!!

Pois é
A Pena
Do
Condenado
Afirmador
Da Carne!

A Pena
Do
Bardo
De Nenhum
Nome
Que Afirma
A Carne!

A Pena
Do
Inominável
Ser
De Sibilante
Carne!

As grades
estão
sempre
abertas!

As chaves
estão
sempre
aqui!

A saída
é
por
ali…

Mas,
não sou
puritano
idiota,
prefiro ficar
mesmo
por aqui!

Qual melhor
Prisão

além
desta Vulva?

Inominável Ser
ETERNAMENTE
ARREBATADO
POR ESTA
LILITHIANA
PRISÃO





 

Nenhum comentário: