quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Teu Venenoso Romance


Pleasure - Casimir Lee


Tu não permites
Amor,
Não é uma Filha Do
Amor,
Não é uma Devota Do
Amor,
Não Considere O
Amor,
Mas,
Sabes o que eu
Por Ti
Sinto…

Tu me devoras
Como a furiosa
Vampira Gloriosa
Que Tu És,
Mesmo assim
Sabes o que eu
Por Ti
Sinto…

Tu sugas meu
Sangue inteiro,
Me põe mais
Nas Estradas
Da Loucura
Do que nas Vilas
Da Sanidade,
Mesmo
Sabendo o que eu
Por Ti
Sinto…

Talvez seja mesmo
Loucura
Sentir o que Tu
Sabes
Que sinto
Por Ti…

Talvez o meu
Verdadeiro Prazer
Seja sofrer
Sentindo o que
Por Ti
Sinto…

O que
Por Ti
Sinto,
Afinal?

O que
Por Ti
Sinto,
Aliás?

O que
Por Ti
Sinto,
Oras?

A resposta
Nem eu mesmo
Sei,
Senhora que me
Escraviza…

Somente sigo
Sentindo.

Inominável Ser
ENTREGUE
AO QUE SENTE
POR LILITH




Nenhum comentário: