terça-feira, 17 de outubro de 2017

Sempre Estando Na Dança Que Dança No Primordial


Leak Out - Douglas Verden


Nada acabou ainda
Para Aqueles Que
Ainda Escrevem
Textos Sob A Areia
Do Grande Deserto.
Nada também
Acabou ainda
Para Aqueles Que
Ainda Narram
Perdidas Histórias
Sobre A Areia
Do Grande Deserto.
Nada,
Nos que estão
Nela,
Nos que são
Dela
E Nela
Mesma
Acaba.

Há Uma Festa
Que os Imortais
Apagados Dos Livros
Deste Lado
Da Grande História
Que nunca irá
Terminar.
Quem eternamente
A frequenta
Do Outro Lado?
Ela sorri.
Ela ri.
Ela se cala.

Não há apenas
Um lugar para
Tal Festa.
Não há apenas
Uma música
A tocar
Em tal Festa.
Infinitos lugares
São o Palco
Da Eterna Festa.
Infinitas Músicas
Tocam Na
Eterna Festa.
Ela está
Em todos
Os Palcos,
Dançando
E Tocando
Nos Instrumentos
Das Feras.
Ela está
Cantando
Todas as Músicas,
Melodias Pútridas
E Esquecidas
Ouvidas Por Todas
As Bestas.

O que se bebe
Na Eterna Festa
É O Primeiro Veneno.
O que se come
Na Eterna Festa
É A Primeira Escama.
A Bebida
Atravessa As Esferas,
O Veneno
Chega aos Escolhidos
Por Ela.
A Refeição
Rompe Prisões,
As Escamas
Declaram aos
Escolhidos Deste Lado
Que é o Momento
Da Real Libertação
Que Chegou.
Ela nunca
Suaviza
Seu Veneno.
Ela nunca
Tempera
Suas Escamas.

As Estrelas Dela
Festejam.
Os Mundos Dela
Festejam.
Os Sóis Dela
Festejam.
As Luas Dela
Festejam.
As Galáxias Dela
Festejam.
Os Universos Dela
Festejam.
A Criação Dela
Festeja.
E A Vela
No Bolo
Feito de cada
Imundície
E Podridão
Das Muitas Eras
Esquecidas
Até Mesmo Pelos
Primeiros,
Ela Mantém
Eternamente
Acesa.

ETERNOS PARABÉNS
À ETERNA SERPENTE
DE TODAS
AS SERPENTES!!!

Inominável Ser
BATENDO PALMAS
PARA O
ETERNO NASCER
DE LILITH
EM ETERNA
FESTA




quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Vocês Conhecem As Minhas Verdadeiras Palavras?


L.Shima


Eu Nunca
Verdadeiramente
Falei.

Eu Nunca
Verdadeiramente
Me Pronunciei.

Eu Nunca
Verdadeiramente
Me Revelei.

Eu Nunca
Verdadeiramente
Discursei.

Eu Nunca
Verdadeiramente
Solteira A Minha
Voz.

Suportariam
Verdadeiramente
Me Ouvir?

Vocês,
Humanos,
Conceberiam
Verdadeiramente
Ouvir O Que
Verdadeiramente
Falo?

Verdadeiramente
Querem
Me Ouvir?

Verdadeiramente
Almejam
Me Ouvir?

Verdadeiramente
Possuem
A Coragem
De
Me Ouvir?

Então,
Falem
Consigo Mesmos.

Então,
Se Pronunciem
A Si Mesmos.

Então,
Revelem-Se
Em Si Mesmos.

Então,
Discursem
Para Si Mesmos.

Então,
Soltem Suas Vozes
Por Si Mesmos.

E Eu Serei,
Assim,
Ouvida
Em Mim Mesma.

E As Minhas
Verdadeiras Palavras
Serão As Suas
Primeiras Palavras.

Inominável Ser
LILITH




A Palavra Que É


L.Shima


Antes
Do Existir
Ela Era
O Que É

Antes
Do Manifestar
Ela Era
O Que É

Antes
Da Expansão
Ela Era
O Que É

Palavra
Em Si Mesma
No Incondicionado
Eu

Palavra
Em Si Mesma
No Intraduzível
Eu

Palavra
Em Si Mesma
No Irresistível
Eu

Palavra
Em Si Mesma
No Impraticável
Eu

Palavra encontrada
Pelos que são
Nas Verdadeiras Palavras
Da Serpente

Inominável Ser
QUE É
NA PALAVRA
QUE É
DE LILITH




A Palavra Que Não Nasceu


L.Shima


O Grande Aborto
Caiu pelas Vestes
Das Estrelas
Extintas

O Grande Aborto
Abriu o Ventre
Da Cadela
Vespertina

O Grande Aborto
Rompeu o Útero
Da Vaca
Matutina

O Feto
Não-Nascido
Fala uma Língua
Extrema

O Feto
Não-Nascido
Fala uma Língua
Inexplorada

O Feto
Não-Nascido
Fala uma Língua
Desesperada

O Feto
Não-Nascido
Fala uma Língua
Mutilada

Palavra encontrada
Pelos nascidos
Nas Verdadeiras Palavras
Da Serpente

Inominável Ser
NASCIDO
DA PALAVRA
NÃO-NASCIDA
DE LILITH




terça-feira, 22 de agosto de 2017

A Palavra Que Não Se Declara


L.Shima


Todo silêncio
No vazio dos Tempos
É a Verdadeira
Sibilante Sabedoria

Todo silêncio
No vazio dos Campos
É a Verdadeira
Sibilante Religião

Todo silêncio
No vazio dos Espaços
É a Verdseira
Sibilante Razão

Não Se Declarando
Aquela Palavra
Abre as Portas
Do Indecifrável Sibilar

Não Se Declarando
Aquela Palavra
Abre os Poços
Do Incomunicável Sibilar

Não Se Declarando
Aquela Palavra
Abre os Solos
Do Inconcebível Sibilar

Não Se Declarando
Aquela Palavra
Abre os Selos
De Si Mesma

Palavra encontrada
Pelos declarantes
Das Verdadeiras Palavras
Da Serpente

Inominável Ser
DECLARANTE
DA PALAVRA
NÃO
DECLARADA
DE LILITH




segunda-feira, 21 de agosto de 2017

A Palavra Que Alquimiza


L.Shima


Das Obras
Operadas acima
Dependem as Obras
Operadas abaixo

Das Obras
Realizadas ao sol
Dependem as Obras
Realizadas nas sombras

Das Obras
Tocadas pelo Dragão
Dependem as Obras
Tocadas pela Serpente

Transmutando Formas
Todas as Linguagens
Adquirem a Linha
Do Que Transborda

Transmutando Conteúdos
Todas as Escrituras
Acessam o Livre
Estado Da Glória

Transmutando O Vazio
Todos os Pergaminhos
Vagam pelo Túnel
Dos Sacrifícios

Transmutando O Preenchido
Todas as Escritas
Jazem no Ser
Da Palavra Alquimista

Palavra encontrada
Pelos alquimistas
Das Verdadeiras Palavras
Da Serpente

Inominável Ser
ALQUIMISTA
DA PALAVRA
QUE ALQUIMIZA
POR LILITH




sexta-feira, 18 de agosto de 2017

A Palavra Que Dorme


L.Shima


Sonhos Fazem
A Visão Selvagem
Ser A Serpentina
Roupagem

Sonhos aludem
Ao Ciclo Indomável
Das Serpentes
Mais Astutas

Sonhos escrevem
A Palavra Adormecida
No Útero Da
Primeira Serpente

Um sonho fala
Sobre aquilo que
Não se acha
Na Terra Efêmera

Outro sonho afirma
Aquilo que
Não se torna
Um Mundo Eterno

Um sonho ainda
A ser um sonho
Encontra as Vestes
Do Sonho Envenenado

Outro sonho que
Nem será um sonho
Traz para os Ventos
Aquela Palavra Dormente

Palavra encontrada
Pelos sonhadores
Nas Verdadeiras Palavras
Da Serpente

Inominável Ser
SONHANDO
COM A PALAVRA
QUE DORME
EM LILITH